Mata atlantica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 36 (8985 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

“A história brasileira está intimamente ligada à Mata Atlântica, que detém uma elevada biodiversidade e é considerada um dos mais importantes biomas do mundo. Entretanto, também carrega o dogma de um dos biomas mais ameaçados, sendo considerado um hotspot para conservação, dado o seu alto grau de endemismo e ameaças de extinções iminentes.” (RODRIGUES, R.R.; BRANCALION, P.H.S.;ISERNHAGEN, I. 2009).
A Mata Atlântica é um dos maiores repositórios de biodiversidade e considerado um dos mais importantes e ameaçados biomas do mundo. Entretanto, a degradação desse bioma é um reflexo de sua devastação desordenada e da exploração predatória dos seus recursos naturais. Os impactos de diferentes ciclos de exploração e a concentração das maiores cidades e núcleos industriais fizeramcom que a área de vegetação de vegetação natural fosse reduzida drasticamente. A Mata atlântica hoje corresponde a menos de 8% de sua extensão original. A região foi tradicionalmente a principal fonte de produtos agrícolas e, atualmente abriga os maiores pólos industriais e silviculturais do Brasil, além dos mais importantes aglomerados urbanos. É também responsável por quase 70% do PIB nacional eabriga mais de 60% da população brasileira, garantindo o abastecimento de água para mais de 100 milhões de pessoas, além de possuir as maiores extensões dos solos mais férteis do país.
“Nas ultimas décadas, muito se debateu sobre as estratégias de como conciliar um desenvolvimento que integre princípios de justiça social, viabilidade econômica e prudência ecológica, nos termos que atualmente sedenomina de desenvolvimento sustentável, ainda são escassas as experiências implantadas com essa ótica. Em alguns locais já se pensa em ajustar as atividades tradicionais de uma região aos ciclos de reprodução e capacidade de suporte de cada ecossistema. Assim, essas atividades, se bem manejadas e equilibradas, podem contribuir significativamente para diminuir a pressão sobre a base dos recursosnaturais, sobretudo em áreas de Mata Atlântica. Torna-se, portanto, fundamental envolver essas atividades econômicas nos novos conceitos de desenvolvimento sustentável, criando assim, agroecossistemas integrados e multiestratificados.” (Atlas de Ecossistemas do Espírito Santo. 2008).
A capacidade destrutiva do homem é enorme, e a busca de novas riquezas parece ser constante. A destruição dasflorestas trouxe graves modificações, alterando o clima, a distribuição das chuvas e a capacidade dos rios, exaurindo a fertilidade do solo, extinguindo espécies animais e vegetais, pronunciando o início da luta pela sobrevivência, em um sistema de produção em desequilíbrio. Muitos homens do campo tiveram de abandonar suas terras e ir para as cidades, aumentar os cinturões de miséria em busca dasobrevivência assalariada.
Mesmo com toda essa degradação, os remanescentes florestais de Mata Atlântica existentes atualmente apresentam uma das maiores biodiversidades do mundo, dessa forma é de extrema importância a conservação destes recursos florestais, que se apresentam, em sua maioria, fragmentados em pequenas áreas localizadas em propriedades particulares.
A Mata Atlântica possui mais de 25mil espécies de plantas (quase metade é exclusiva do Brasil), 131 espécies de mamíferos (50 exclusivas), 620 de aves e 260 de anfíbios, hoje, reduzida a menos de 8% de sua extensão original. O elevado índice de chuvas ao longo do ano permite a existência de uma vegetação rica, densa, com árvores que chegam a 30 metros de altura, e com isso, possibilita a moradia de grandes exemplares da fauna(abriga 54% das árvores, 80% dos primatas e mais da metade dos mamíferos que existem no Brasil) e uma enorme quantidade de espécies endêmicas, é o caso de 55 espécies de mamíferos, 188 de aves, 60 de répteis, 90 de anfíbios e 133 de peixes.
Movimentos ecológicos lutam pela preservação da flora e fauna das áreas remanescentes, pois cerca de 90% da área da Mata Atlântica se encontra devastada....
tracking img