Masculinidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6588 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ARTIGO ARTICLE

565

Por que os homens buscam menos os serviços de saúde do que as mulheres? As explicações de homens com baixa escolaridade e homens com ensino superior Why do men use health services less than women? Explanations by men with low versus higher education

Romeu Gomes 1 Elaine Ferreira do Nascimento Fábio Carvalho de Araújo 1

1

Abstract
1 Instituto Fernandes Figueira,Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, Brasil.

Introdução
Vários estudos constatam que os homens, em geral, padecem mais de condições severas e crônicas de saúde do que as mulheres e também morrem mais do que elas pelas principais causas de morte 1,2,3. Entretanto, apesar de as taxas masculinas assumirem um peso significativo nos perfis de morbimortalidade, observa-se que a presença de homensnos serviços de atenção primária à saúde é menor do que a das mulheres 4,5. Há autores que associam esse fato à própria socialização dos homens, em que o cuidado não é visto como uma prática masculina 1,6,7. Na literatura específica sobre o assunto, também há vários estudos que apontam a necessidade de se refletir sobre a masculinidade para uma compreensão dos comprometimentos da saúde do homem1,8,9,10,11. Nesse sentido, devem ser realizados estudos que contemplem a historicidade da masculinidade, caminhando desde o surgimento dessa expressão como diferenciação dos sexos até a sua incorporação nos estudos de gênero 12,13. A categoria gênero, neste estudo, está sendo entendida como atributos e funções – socialmente construídos – que configuram diferenças e inter-relações entre os sexos,que vão para além do biológico 9. Assim, ser homem ou ser mulher implica a incorporação desses atributos e funções, como forma de representar-se, valorizar-se e atuar numa determinada cultura 9.

Correspondência R. Gomes Departamento de Ensino, Instituto Fernandes Figueira, Fundação Oswaldo Cruz. Av. Rui Barbosa 716, Rio de Janeiro, RJ 22250-020, Brasil. romeu@iff.fiocruz.br

The objective ofthis study was to analyze explanations in male discourse for men’s relatively limited use of health services, using a qualitative methodology. Representation of caring as a female task, work-related issues, difficult access to services, and lack of services specifically targeting men’s health were the main reasons for their limited use of health services. By way of conclusion, the social imaginaryby which men are viewed as invulnerable leads them to take less care of their own health and expose themselves to greater risk. Men’s Health; Health Services; Gender Identity

Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 23(3):565-574, mar, 2007

566

Gomes R et al.

Ampliando a discussão, verifica-se que as relações homens/mulheres e homens/homens costumam ser vistas a partir do produto de doismodelos naturalistas: a dominação dos homens e a perspectiva heterossexuada do mundo 14. Nesse cenário, os homens também se tornam prisioneiros, uma vez que o privilégio masculino pode ser uma cilada, fazendo com que a todo custo o homem tenha de provar a sua virilidade, deixando de fora enternecimentos desvirilizantes do amor 15. O ideal de homem (viril, forte, invulnerável e provedor), entretanto,vem sendo abalado a partir dos questionamentos dos movimentos feministas (anos 70) e de gays (anos 80). Tais questionamentos, que rechaçam as bases naturalistas da dominação masculina, possibilitaram abrir um imenso campo de pesquisas que abarcassem a discussão da masculinidade a partir de outro enfoque 16. Embora haja uma ampla discussão sobre masculinidade na área da saúde em geral, ainda háuma insuficiência de estudos sobre o empenho masculino voltado para o estilo de vida saudável e a promoção da saúde 1. Para se avançar nessa discussão, dentre outros aspectos, é importante dar voz aos próprios homens para melhor compreender as questões envolvidas no seu acesso aos serviços de saúde. A partir dessa perspectiva, objetiva-se analisar as explicações presentes em discursos masculinos...
tracking img