Mary richmond : influencia cientifica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1678 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo
Introdução:
Desenvolvimento:
Mary Ellen Richmond nasceu em 05 de agosto de 1861 em Belleville, Illinois (Estados Unidos). Era única filha sobrevivente de Henry e Lavínia Richmond. Quando tinha apenas três anos de idade seus pais faleceram.
Então foi morar com sua tia e a avó materna em Baltimore, cresceu sendo rodeada constantemente por discussões de sufrágio, crenças políticas,sociais e religiosas. Não à toa, pois sua avó foi do movimento das sufragistas e era conhecida por ser espírita e radical. Deste modo, ambiente propício para tornar-se uma grande intelectual, com boas habilidades de pensamento crítico e com atitudes solidárias para com os pobres, necessitados e pessoas com deficiência.
Ela foi educada em casa até os 11 anos de idade por sua avó e sua tia, entãodedicou- se a muitas leituras e justamente por ter compromisso em aprender. É essa habilidade que vai fazer com que mais tarde, consiga conceituar Social Case work. Precisou estudar por mais dois anos para poder completar seus requisitos gramaticais e poder entrar na Escola Oriental Feminino, aos 13 anos.
Formou- se aos 16 anos (1878) e foi morar com uma das tias em Nova York. Arranjou um emprego, emuma editora, fazendo uma variedade de tarefas. Mas, sua tia ficou doente e logo morreu. Sozinha, teve uma vida difícil com muita solidão, trabalhou duro, enfrentou pobreza, tinha problemas de saúde e muitas vezes não tinha dinheiro para comida e roupa decente.
Passou mais dois anos em Nova York e depois retornou para Baltimore, foi trabalhar como contadora, durante este tempo tornou- seextremamente envolvida com a Igreja Unitária, desenvolvendo assim, muitas habilidades sociais. Em 1888, candidatou- se à tesoureira na Sociedade de Organização da Caridade (COS), esta sociedade foi a primeira a desenvolver um trabalho social organizado, que prestava serviços aos pobres, deficientes e necessitados (especialmente crianças). Ao contrário do sistema desorganizado e ineficaz da esmola dadapelas igrejas, agências e indivíduos.
Começou sua carreira social fazendo seu trabalho de caridade, com carinho. Ela conseguiu, coordenar e especializar a profissão de assistente social.Tinha a crença de que o trabalho com os pobres e desamparados poderia ser reformada, tornando- se assim, grande defensora da criação de escolas profissionais, para o estudo da obra de caso e começou a enfatizar anecessidade de uma educação formal de trabalho social.
Este foi apenas o início da longa carreira de Mary Ellen Richmond como Assistente Social.
Em 1891, Richmond foi eleita como Secretária- Geral das COS de Baltimore. Durante o tempo que trabalhou nessa organização, foi responsável por aumentar a consciência do público sobre a COS e para a captação de recursos, ela fazia discursos para asorganizações e grupos nos arredores de Baltimore.
Era uma líder e tinha grande capacidade de explicar a missão e o propósito das organizações. Detinha muita facilidade na oratória por isso foi treinada para ser uma “visitante amigável”, que era uma versão inicial de um assistente social, que tinha o papel de visitar casas de pessoas necessitadas, tentando ajudá-las a melhorar a sua situação de vida.Seu trabalho na organização durou dez anos, o que só fez aumentar seu ideal por criar uma formação adequada para ajudar as famílias pobres, no gerenciamento e alteração de suas circunstancias.
E foi durante um Curso de Verão, em 1898, realizado após a reunião anual da Conferência das Nações de Caridades e Correção, em Toronto, que Mary propõe a necessidade de uma “Escola de Formação em FilantropiaAplicada”.
É apenas vinte anos desde que certas idéias novas sobre a administração de instituições de caridade chegou a ter moeda entre nós, nos Estados Unidos, e levou à fundação de associações voluntárias conhecidas como sociedades de organização de caridade. A questão agora é como obter educados homens e mulheres jovens para fazer uma vocação vida de trabalho organização de caridade. Temos...
tracking img