Marketing

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2098 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TRABALHO FINAL DE PESQUISA EM COMUNICAÇÃO
CRIANÇAS

UBERLÂNDIA – MG
2012


TRABALHO FINAL DE PESQUISA EM COMUNICAÇÃO
CRIANÇAS

Trabalho apresentado como requisito para obter nota parcial na disciplina de Pesquisa em Comunicação da faculdade ESAMC – Escola Superior de Marketing e Comunicação, turno matutino, sob a supervisão e orientação do Prof. Fernando Santos.

UBERLÂNDIA – MG2012
1. POBREZA
O Brasil tem 60 milhões de crianças e adolescentes. Metade deles - 30 milhões - vive na pobreza. 
Fonte: http://www.unicefkids.org.br

45,6% das crianças do Brasil vivem em famílias pobres. As crianças negras têm quase 70% mais chance de viver na pobreza do que as brancas; o mesmo pode ser observado para as crianças que vivem em áreas rurais. Na região do Semiárido, onde vivem13 milhões de crianças, mais de 70% das crianças e dos adolescentes são classificados como pobres. 
Fonte: http://www.unicef.org/brazil/pt/activities.html

As crianças pobres têm mais do que o dobro de chance de morrer, em comparação às ricas, e as negras, 50% a mais, em relação às brancas.
Fonte: http://www.unicef.org/brazil/pt/activities.html

Comentário: A pobreza infantil é uma ameaça àsfabricas/produtoras de brinquedos. Pois, como metade das crianças vivem em famílias pobres, a renda que a família tem é toda destinada à alimentação e higiene, não dando espaço para as crianças comprarem brinquedos, fazendo com que a industria perca muito mercado.

2. ESCOLARIDADE

A evasão escolar se mostra preocupante entre as crianças menores, de 4 e 5 anos, com 1,5 milhão de estudantesfora da pré-escola.
Fonte: Portal G.

Entre os brasileiros de 4 e 5 anos que não estão matriculados nos sistemas de ensino, a maior parte é negra - 56% do total. A renda também é um fator que influencia o acesso à educação. Enquanto 32% das crianças de famílias com renda familiar per capita de até um quarto do salário mínimo estão fora da escola, apenas 6,9% daquelas oriundas de famílias com rendasuperior a dois salários mínimos per capita estão na mesma situação. 64% das crianças pobres não vão à escola durante a primeira infância. Os números indicam que a frequência ainda insuficiente de crianças de 4 e 5 anos está relacionada, muitas vezes, à falta de vagas na rede pública. Por isso, no grupo com renda um pouco maior (dois salários per capita), o percentual de crianças fora da escola émenor, já que nesse caso a família acaba optando por pagar uma escola particular.
Fonte: Fundo das Nações Unidas para a Infância – UNICEF.

Dados mostram que, apesar de o problema ser mais grave nas regiões Norte e Nordeste, nenhum estado conseguiu até hoje incluir todas as crianças de 6 a 14 anos na escola. Esta população de não estudantes representa 3% do total da faixa etária de 6 a 14anos. Pode parecer um percentual pequeno, mas é grave quando se considera que é quase um milhão de crianças que ainda não têm garantido um de seus direitos mais básicos, previsto pela Constituição de 1988: estudar. Se a esse grupo forem incorporados as crianças de 4 e 5 anos e os jovens de 15 a 17 (que passam a fazer parte da faixa etária de escolaridade obrigatória a partir de 2016), o númeroaumenta para 3,8 milhões, ou 8% do total.
Fonte: Censo do IBGE.

O Pnad 2011 mostra ainda que a taxa de escolarização entre as crianças e adolescentes que trabalham no Brasil, entre 7 e 14 anos, é consideravelmente alta: 96,8%. De acordo com os responsáveis pela pesquisa, um dos fatores que contribuem para a alta taxa de escolarização é o programa Bolsa Família, já que, para os pais receberem aajuda de custo do governo federal, os filhos necessitam estar matriculados.
Fonte: Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD.

Comentário: Isso daria a oportunidade à algumas instituições de ensino particular a promoverem um projeto social, em que acolheriam algumas crianças que não tem acesso à escola e dariam esta oportunidade à elas. Além de ser bom para a imagem da instituição,...
tracking img