Marketing societal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2379 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Marketing Societal como factor de competividade entre as empresas em Mocambique






Ivano Ismael Chitara

Estudante nº

Ano

DO CURSO DE MARKETING




IINSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E AUDITORIA






Maputo,Maio de 2012




Resumo

O presente trabalho subordinado ao tema o marketing societal como factor de competitividade entreas empresas, busca essencialmente verificar em que medida o marketing de causas sociais ou societal torna as empresas competitivas.
Nos dias que correm, face a intensidade da concorrência, o reforço da marca e da imagem tem sido destacado pelas empresas.
Pensa-se que através das ações de marketing viradas para as causas sociais, a empresa torna-se preferida pelos seus consumidores diante daconcorrência. Os clientes orgulham-se por comprarem produtos e serviços da empresa pelo valor percebido da marca que se manifesta pela imagem da empresa.
Tratando-se de uma abordagem de marketing cada vez mais utilizada por empresas moçambicanas, há necessidade de analisar em que medida o Marketing societal pode contribuir para tornar uma empresa mais competitiva.
Teremos como foco um estudo de casodo Banco Comercial e de Investimentos (BCI).


















Introdução

Face a constante mudança do ambiente de negócios, algumas empresas sentem a necessidade de modificar as suas atitudes face ao contexto em que estão inseridas e rever as suas estratégias de marketing de modo a enquadrá-las a nova demanda do mercado.
A revolução tecnológica e um mercado consumidor maisexigente e participativo, obriga as empresas a redifinirem as suas estratégias, para que se voltem ao cliente interno, externo e a sociedade em que se insere,de modo a tornar-se mais competitiva face a concorrência.
Nota-se actualmente que os consumidores estao tornando-se mais sofisticados,uma vez que encontram inúmeras alternativas de escolha no mercado. A marca e a qualidade dos produtos janão são suficientes para conquista-los, há que olhar para as ações de índole social levadas a cabo pelas empresas.
Portanto, a adoção do marketing societal como estratégia, têm-se tornado num fator crítico na busca de um diferencial competitivo no mercado, de modo que não será o produto que terá de ter conteúdo, mais de um modo geral a empresa.

















Justificativa daescolha do tema

Com a liberalização da atividade bancária no mercado moçambicano, apoiado em grande medida pelas políticas do banco central, culminou com o surgimento de novos bancos comerciais em Moçambique. Ora, face ao exposto, a importância de compreender, identificar as preferências e as influências que levam o consumidor a escolher determinada marca, è um aspeto crítico para o fututo doBCI, que pode ser alavancado pelo seu envolvimento no apoio a resolução de problemas sociais, e por isso o BCI foi a empresa escolhida neste trabalho e por naturalmente ser uma referência em mocambique , em termos de ações viradas para causas sociais.
Outro aspecto pretende-se com o facto da necessidade das empresas estarem melhor preparadas para ambientes mais dinâmicos e complexos através de umapostura pro-activa, criando o seu espaço através de estratégias ofensivas e defensivas, sustentadas pelo marketing societal.




















Problema de Pesquisa

O sector bancário moçambicano, esta conhecer profundas mudanças estruturais decorrentes do ambiente concorrencial e da velocidade dos avanços tecnológicos, que impõe as empresas uma atuação diferenciada porforma a salvaguardar a sua sobrevivência no mercado.
Neste contexto,è fundamenral que as empresas assumam dianterira no desenvolvimento de ações sociais a fim de permanecerem competitivas no mercado.

Pelo que constitui problema desta pesquisa saber: Em que medida o Marketing societal contribui para competitividade das empresas?
























Hipóteses...
tracking img