Marines

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1301 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
PÓS-GRADUAÇÃO "LATO-SENSU" EM NOME DO CURSO



Nome do Aluno ou Nomes da dupla








Título do Trabalho

















Cidade
Ano
Nomes do aluno ou Nomes da dupla










Título do Trabalho








Atividade Interdisciplinar referente as disciplinas de NOME DASDISCIPLINAS, apresentada ao CESUMAR - Centro Universitário de Maringá, como requisito parcial da avaliação do módulo 43 - 2012.











Cidade
Ano
Observações:
1. As atividades interdisciplinares poderão ser elaboradas em DUPLA, sendo alunos do mesmo curso.
2. Caso a atividade seja elaborada em dupla, cada aluno deverá anexar o seu arquivo no ambiente.
3. A atividade deveráobrigatoriamente seguir o modelo proposto.
4. Essa atividade valerá até 2,0 (pontos) para as seguintes disciplinas:
• Seleção de Pessoas
• Capacitação e Desenvolvimento de Pessoas



ATIVIDADE INTERDISCIPLINAR


Faça a leitura do estudo de caso:


A ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DOS MARINES


Os marines, homens e mulheres do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos(United States Marine Corps) consideram-se uma organização militar singular. Alguns estudos sobre os marines concluem que o mundo dos negócios tem muito a aprender com eles. Muitos executivos americanos, que foram marines, confirmam essa crença. Liderança e persuasão, em lugar de chefia autocrática, estão entre seus principais valores.
Os marines delegam autoridade de decisão aos níveisinferiores, e, ao mesmo tempo, preservam uma estrutura organizacional simples, para que todos consigam administrar suas tarefas. Há seis níveis hierárquicos entre o soldado de infantaria e o coronel que comanda um regimento. No entanto, quando a ação começa, a hierarquia entra em colapso, para ser substituída por um sistema situacional. Em todos os níveis, os marines podem tomar decisões sem consultar acadeia de comando. Até mesmo os soldados sabem que devem tomar a iniciativa necessária para completar uma missão.
Para poder delegar decisões críticas de combate aos níveis inferiores, os marines dão muita atenção às habilidades das pessoas que recebem essa responsabilidade. Seleção e treinamento estão entre as prioridades mais altas. A melhor oportunidade de carreira para um oficial – oposto mais difícil de conseguir, e que, certamente, poderá levá-lo ao topo – é selecionar e treinar novos marines.
A primeira experiência de um candidato a oficial dos marines (a menos que seja oficial da Marinha americana) é a Escola de Candidatos a Oficial (OCS, Officer Candidate School) . “Escola” é eufemismo, já que a OCS não ensina nada a suas “vítimas”. Seu papel é fazer passar pelapeneira aqueles que não têm o estofo certo. Basicamente, a escola consiste de uma entrevista de emprego. A entrevista dura 10 semanas de 7 dias de 24 horas. O comandante da escola acha ridículo gastar esse tempo para avaliar um gerente em potencial. “É insuficiente”, disse ele em tom de brincadeira.
Os candidatos passam por muitos desafios físicos e acadêmicos na OCS. A qualidade maisobservada, no entanto, é aquilo a que os marines chamam constante e, quase casualmente, de liderança. “Não tem definição”, diz o comandante da escola. “Nosso trabalho é reconhecê-la”.
Seja qual for o significado, a OCS coloca a liderança em evidência, submetendo os candidatos a uma série de problemas práticos. Um dos exercícios consiste em levar um camarada ferido, atravessando um campo minado, como uso de cordas e tábuas. Em outro exercício, têm que escalar uma parede aparentemente insuperável. Enquanto os candidatos se esfolam, os instrutores observam, sem nenhum sinal de emoção.
A solução do problema em si não conta muito. O comandante da escola pergunta, para exemplificar as habilidades realmente procuradas:

Quem assume o comando? Quem pede sugestões aos outros? Quem...
tracking img