Maria, mestra do amor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1519 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Mestra do Amor

Todos nós necessitamos de pontos de referência, de pessoas que nos ensinem a caminhar diante do novo de nossa vida, diante dos desafios que surgem no caminho. Em nossa infância tivemos nossos mestres, nossa primeira professora que nos ensinou a escrever as primeiras palavras, nossos mestres que nos prepararam para nos integrar a sociedade. Mas foram nossos pais, com certeza,os nossos primeiros mestres.
Temos uma grande mestra em nossa vida, se queremos trilhar os caminhos de Deus, que não pode ser esquecida um dia sequer. É Maria, aquela que Jesus nos entregou como mãe quando morria na cruz. É ela quem nos toma pela mão - como o fez com Jesus menino - e nos ensina a dar os passos em nossa vida humana e em nossa vida de fé. Podemos nos entregar sem reservas aela, pois sua mão é firme e seu ensinamento é seguro e muito atual. .
É natural que Jesus aprendesse gestos humanos de amor com sua Mãe, pois o próprio Evangelho diz que Ele 'crescia em sabedoria e graça diante de Deus e dos homens'. Jesus é amor, pois é filho de Deus e Deus é amor, como nos diz São João. Maria, por participação,também se torna amor e gerou seu "fruto", Jesus - amor. Em Mt 7,15-20, Jesus nos diz que a árvore boa produz bons frutos, ela é a árvore boa que produziu este excelente fruto. Contemplando mais de perto essa árvore, podemos perceber alguns aspectos que se destacam e que podem ser para nós uma verdadeira 'escola de amor'.

Amor à Deus

Maria foi preservada do pecado em vista da concepçãode Jesus. O pecado é nosso grande "não" aos planos de Deus sobre nós. Como Maria estava isenta desse risco, toda a sua vida foi um 'sim' constante à vontade de Deus. Seu amor a Ele foi tão grande e puro que, conforme nos dizem os estudiosos da Igreja, Deus a encontrou sobre a face da terra tão aberta à sua graça que a escolheu para ser a mãe de seu Filho Unigênito. "Amor gera amor", diz São João daCruz, e isto se cumpriu na vida de Maria.

Amor esponsal

Este aspecto do amor na vida de Nossa Senhora é muito profundo. Ela é chamada pela Igreja de "esposa do Espírito Santo" e, como sabemos, também foi acolhida e protegida por José, seu esposo. Maria soube viver o amor humano com todas as suas expressões de ternura feminina, de entrega de si pela felicidade do lar, de atenção àsnecessidades de cada ente querido que lhe foi entregue, sendo, portanto, verdadeira esposa de José. Embora o amor entre eles fosse tão grande e forte, souberam oferecer a Deus - para que o Filho de Deus encontrasse total disponibilidade da parte de seus pais aqui na terra - a expressão da intimidade conjugal, tão importante na vida de todo casal que se ama. .
Maria,conforme a tradição, oferecera-se a Deus pelo voto de castidade. Deus acolheu sua oferta e a preservou em sua virgindade "antes, durante e depois do parto", e teve a delicadeza de lhe entregar como esposo José, homem justo, homem conforme o coração de Deus, que acolheu este plano sobre a vida de sua família. .
Era uma família especial e ao mesmo tempo simples comoqualquer outra. Maria soube ser esposa que se coloca ao lado de seu esposo em todos os momentos. Partiu com ele para Belém, depois para o Egito, retornando a Nazaré, com toda lealdade e sem dramas. Soube esquecer-se para ver seu lar feliz e em segurança.Apesar da pobreza em que viviam, soube cuidar dos seus e das coisas que, com sacrifício, conseguiam para sua casa.
A vida familiar é muitosimples e bela, e os problemas que enfrentamos são desafios que a fé nos ensina a superar. Maria, sendo esposa de José, soube também ser fiel ao Espírito Santo que "veio sobre ela, cobrindo-a com sua sombra". Diz São João da Cruz que "Maria jamais se deixou mover por criatura alguma, mas somente se deixou mover pelo Espírito Santo em sua vida". Nela o Espírito Santo encontrou morada e plena...
tracking img