Margem de contribuição e limitação na produção

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2555 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Margem de Contribuição e Limitações na Capacidade de Produção

Ao comentarmos a grande importância do conceito de Margem de Contribuição no capítulo anterior, verificamos algumas de suas aplicações, mas não atentamos ao problema decorrente da existência de diversos fatores que naturalmente limitam a capacidade de produção da empresa.
Vamos agora entrar nesse tipo de problema.

16.1 MARGEM DECONTRIBUIÇÃO ANTES DA EXISTÊNCIA DE LIMITAÇÕES

Suponhamos que uma determinada empresa fabricante de barracas para camping produza quatro modelos diferentes (A, B, C e D).
Os dados de Custos que a empresa possui são bastante minuciosos:

[pic]

[pic]

Para efeito de avaliação de estoques, a empresa rateia os Custos Indiretos à base da Mão-de-obra Direta, visto que o maior item daquelesdiz respeito à supervisão de operários.
Entretanto, conhecedora das vantagens da utilização do conceito de Margem de Contribuição, para efeito de análise e decisão, ela procede como indicado no Quadro 16.1, alocando apenas os custos variáveis.
Com isso tem ela a seguinte tabela com relação à Margem de Contribuição de cada um dos modelos:

[pic]

Esses preços são também aproximadamente os daconcorrência para cada tjpo de barraca.
Analisando-se a coluna da Margem de Contribuição, verificamos de imediato que o modelo com maior capacidade de trazer recursos para a empresa é o modelo C. Entretanto, nossa firma não pode escolher apenas esse modelo para comercialização, precisando oferecer todos eles ao mercado.
Mas é claro que ela tentará, sempre que possível, forçar a venda do modelo C,já que cada unidade dele produz maior margem de contribuição. Isso se não existir nenhum problema de limitação quanto à produção.

16.2 EXISTÊNCIA DAS LIMITAÇÕES NA CAPACIDADE PRODUTIVA

A nossa empresa, precisando fazer uma programação para a produção do ano 199X, procede a uma pesquisa de mercado e verifica que existe uma demanda que poderá proporcionar nesse período que sejam vendidas asseguintes quantidades de cada modelo:
• Modelo A — 3.300 un.
• Modelo B — 2.800 un.
• Modelo C — 3.600 un.
• Modelo D — 2.000 un.

Como já foi dito, tentaria ela, se possível, forçar a venda de C, mas o mercado mostra-se disposto a lhe
consumir essas quantidades indicadas; e ela então começa a preparar sua produção para atender à demanda.
Esbarra todavia num problema logo deimediato: sua capacidade não é suficiente para fornecer esse volume, já que possui ela um nível máximo de produção de 97.000 horas-máquina, enquanto aquela demanda lhe consumiria 103.150 horas-máquina, conforme o tempo de cada modelo mostrado a seguir:

[pic]

Vê-se agora a fábrica na contingência de verificar qual dos modelos deixará de ser total ou parcialmente
atendido.
Suponhamos que afirma tenha o interesse de maximizar seu lucro nesse ano e por isso sua decisão será baseada nesse objetivo. (Poderia estar interessada na manutenção de alguns dos tipos de clientes e querer atender a essa meta mesmo à custa de redução do lucro.)
Onde então efetuar o corte das 6.1.50 horas excedentes a sua capacidade (103.150 h — 97.000 h)?
Já vimos no capítulo anterior que a decisão baseada nolucro unitário (após apropriação de todos os custos indiretos) não é correta, e sim a que considera a Margem de Contribuição. Com base nisso, é provável que a nossa empresa venha a decidir pela redução na linha do Modelo D, já que apresenta a menor Margem de Contribuição por unidade (veja Quadro 16.2). Teria assim que deixar de produzir 1.757 unidades desse tipo:

[pic]

A partir dessaprevisão de produção, poderia constituir um quadro projetado do resultado do ano 1.99X:

[pic]

16.3 COMPROVAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DO CRITÉRIO CORRETO

Para termos certeza de que a decisão tomada de corte do Modelo D é a correta, podemos fazer alguns cálculos com o resultado que seria obtido caso se decidisse de maneira diversa.
Para isso, basta verificarmos qual seria a nova Margem de Contribuição...
tracking img