Marco operativo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1566 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNISC
UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL

CURSO DE LETRAS

Ronei Alexandre Fraga da Cruz

TRABALHO PLANO DE ENSINO

Santa Cruz do Sul, dezembro de 2011

Ronei Alexandre Fraga da Cruz



TRABALHO PLANO DE ENSINO

Trabalho para a disciplina de Didática do Curso de Letras da Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC, ministrada pela Professora Susana Terezinha MasSanta Cruz do Sul, dezembro de 2011


PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA CRUZ DO SUL
SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO
ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL LUIZ SCHROEDER

Ronei Alexandre Fraga Da Cruz

PLANO DE TRABALHO
INGLÊS – 8ª SÉRIE – TURMA 1

Santa Cruz do Sul, dezembro de 2011
I - Dados de Identificação:

1. Estabelecimento: EscolaMunicipal de Ensino Fundamental Luiz Schroeder

2. Endereço: Rua Dona Flora, 206, Bairro Universitário

3. Município: Santa Cruz do Sul

4. Órgão Municipal: Secretaria Municipal da Educação e Cultura

5. Níveis de Ensino: A escola mantém educação infantil e ensino fundamental

6. Turno de funcionamento: Manhã e tarde

7. Professor: Ronei Alexandre Fraga da Cruz

8.Diretora: Maria Nilza Paz Lopes

II- Marco Operativo:

1. A aprendizagem de línguas é um direito de todo o cidadão, entendendo que, através de oportunidades para envolverem-se com textos relevantes em outras línguas, os educandos poderão compreender melhor a sua própria realidade e aprender a transitar com desenvoltura, flexibilidade e autonomia no mundo em que vivem e, assim, serem indivíduoscada vez mais atuantes na sociedade, caracterizada pela diversidade e complexidade cultural.
2. A escola deve promover o direito e o exercício da cidadania, e ambos podem ser desenvolvidos nas aulas de línguas; em outras palavras, as aulas de Inglês podem promover o desenvolvimento da curiosidade intelectual e do gosto pelo conhecimento e, através da consciência do outro, o exercício danegociação de conflitos, da colaboração e da solidariedade para a formação do senso ético e participação crítica na sociedade.
Essa escolha se justifica por diversas razões, a começar pela ênfase no acréscimo que a disciplina de língua estrangeira inglesa traz a quem se ocupa dela, em adição a outras línguas que o educando já tenha em seu repertório, particularmente a língua portuguesa. 3.Além disso, temosem conta que o espanhol e o inglês, as duas línguas adicionais, são de fato as duas principais línguas de comunicação no mundo globalizado, o que significa que muitas vezes estão a serviço da interlocução entre pessoas de diversas formações socioculturais e nacionalidades, de modo que é comum não ser possível identificar claramente nativos e estrangeiros.
4.Em particular a língua inglesa sesobressai sobre todas as outras línguas estrangeiras pelo fato de que o inglês está inserido em todos os lugares, tanto no lado ocidental como no lado oriental do globo, você em qualquer lugar do mundo deverá, no mínimo, ser compreendido de forma precária se dominar a língua inglesa.
Através de práticas pedagógicas que priorizem o trabalho colaborativo, o uso das línguas adicionais em contextosrelevantes e a reflexão sobre como esses discursos podem ampliar a atuação dos educandos de modo tal que eles possam dar novos contornos a sua realidade.
Neste contexto globalizado, e cada vez mais, o professor precisa acompanhar o que vêm acontecendo no mundo, em todos os sentidos, informática, ciência, tecnologia, política e diversidade cultural. Lecionar torna-se um desafio para os professores,que precisam buscar novas tecnologias, novas formas de abordagem. Segundo Freire, Paulo (1996,Pedagogia da Autonomia, p. 14) “não há ensino sem pesquisa e pesquisa sem ensino”.
O docente de língua inglesa que trabalha com a Educação Juvenil, necessita ter um olhar diferenciado envolvendo muito carinho, compreensão, comprometimento no processo de formar pessoas, ter respeito pelas atitudes e...
tracking img