Maquiavel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4001 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo

No capítulo I Maquiavel afirma que no decorrer da história, todos os Estados que existem e já existiram são e foram sempre repúblicas ou principados. Os principados podem ser de família para família ou podem ser principados novos, no caso de domínios anexados.
No capítulo II Maquiavel afirma que o Estado herdado (hereditário) possui menores dificuldades para serem mantidos, bastandoque o governador evite transgredir os costumes tradicionais, não ofenda seus súditos e adapte-se a circunstâncias imprevistas.
Em contrapartida no capítulo III Maquiavel diz que os príncipes de Estados novos encontrarão dificuldades, pois se trata de membro ajuntado a Estado hereditário, assim os homens do Estado antes hereditário e agora misto, se acham melhores que seus senhores e levantam asarmas contra os mesmos. Logo o conquistador deve evitar injuriar os conquistados, mudar suas leis e seus impostos, deve apoiar os menos poderosos sem aumentar-lhes as forças, deve abater os de maior poder e não permitir que os Estados estrangeiros exerçam sobre suas colônias sua influência. O conquistador deve observar também se os Estados anexados possuem ou não mesma região e língua, pois se nãopossuírem, será necessário que se extinga o sangue da linhagem do antigo príncipe e assim em breve se terá um Estado novo, tendo o príncipe que fixar residência nesse novo Estado para que esteja sempre a par dos problemas que irão surgir, de forma que sejam resolvidos com maior brevidade possíveis para que não tomem grandes e irremediáveis proporções, e ele perca o principado; outro remédioeconômico e eficaz é organizar colônias em lugares estratégicos, tratando bem os homens ou aniquilando-os, pois só se pode injuriar alguém de quem não se teme a vingança, caso não organize colônias e prefira a presença do exército, deve ficar ciente que o povo apesar de vencido está em sua própria casa e a presença do exército injuria o povo. O príncipe deve ter em mente que guerras não podem ser evitadase quando adiadas, só trazem benefícios para os inimigos, porém não se deve valer apenas do desejo de conquistar, pois esse desejo é natural e comum sendo louvável quem obtém vitória na conquista, mas quem não tem condições de conquistar, mas quer fazê-lo a qualquer custo, comete grave erro digno apenas de recriminação, grande erro também é atribuir poder em demasia a outrem, quem assim faz estáautorizando sua própria ruína.
No capítulo IV Maquiavel trata sobre os tipos de governos nos reinos, governos esses que podem ser por: um príncipe e vários barões, neste a posição se dá pela antiguidade da linhagem, possui laços de afeição natural, assim o Estado fica fácil de ser conquistado, bastando corromper um barão para facilitar a invasão, contudo é uma conquista difícil de ser mantida, poismesmo eliminando a família do príncipe, sobra os nobres que podem fazer revoluções futuras; outra forma de governo é o príncipe e seus ministros, bastando aniquilar a família do príncipe (não sobrará ninguém com prestígio), dizimar suas forças para que não consigam montar um exército, sendo mais simples manter o principado, por esse motivo o governador tem mais autoridade quando governa com seusministros, pois ninguém é tido como superior, e isso evita revoluções.
No capítulo V Maquiavel trata sobre Estados que antes de conquistados tinham suas próprias leis, tais Estados devem ser arruinados, em seguida o governo deve residir ali, e deixar que continuem com suas leis e impor-lhes tributos, criar um governo de poucos, que se conservem amigos, porque nesses Estados em nome da liberdadeperdida e antigas tradições sempre ocorrerão rebeliões.
No capítulo VI Maquiavel trata sobre os novos domínios conquistados com valor e com as próprias armas, sendo que nos novos domínios, onde há um novo soberano, será mais ou menos fácil conservá-lo, vai depender da virtude de quem os adquirir, contudo os menos afortunados se mantiveram melhor, pois examinando os feitos de quem assim se...
tracking img