Maquiavel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (697 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Maquiavel e a comunicação de massa

Hoje, na sociedade moderna, somos a cada instante, bombardeados por informações. Ouvimos o rádio ao dirigirmos, visualizamos outdoors e anúncios nas fachadas dosedifícios comerciais, assistimos aos noticiários na TV, lemos jornais, livros, revistas e navegamos na internet em busca de informações e entretenimento.
A obra “O Príncipe” de Nicolau Maquiavel,escrita em 1513, inaugura o pensamento político moderno e ainda hoje é referência em política. Dedicada ao príncipe Lourenço de Médici II, foi concebida pelo autor para servir de subsídio à implantaçãode uma política de unificação da Itália, tão sonhada por ele. Nela Maquiavel debate o que seriam os principados, relacionando os tipos existentes, como seriam conquistados, mantidos ou perdidos.
Separa Maquiavel, o príncipe é uma pessoa, o líder, capaz de articular inteligentemente suas qualidades de atuação e liderança (virtù), e as condições sociopolíticas (fortuna), o moderno príncipe é opartido político, o príncipe eletrônico que é a indústria de manipulação das consciências, formada pela grande corporação de mídia e, em especial, a TV e o rádio que junto com o Cinema impõem-se comopoderosos meios de comunicação de massa.
A comunicação na era da sociedade de massas, não faculta ao espectador nada além do que consumir passivamente as mensagens a ele direcionadas pelos meios decomunicação eletrônicos como verdades absolutas, inquestionáveis: “deu na TV, logo, é verdade”.
Maquiavel destaca em sua obra, que os governantes devem aparentar virtudes diante de seu público mesmoque não as possua. Os meios de comunicação de massa fazem exatamente o papel de apresentar à população essa visão das pseudo-virtudes tanto de políticos e figuras públicas como apresentar “qualidades”que se tornam leis para que um determinado produto seja consumido, sem que se haja feito juízo de valor sobre os mesmos pois a massa fica como que mergulhada e inerte diante de tantas “verdades”...
tracking img