Maquiavel e aristoteles

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2126 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO
1. Introdução....................................................................................................4
2. Positivismo Sociológico................................................................................5
3. Positivismo no Brasil no momento da instauração da República.................7
4. PositivismoJurídico......................................................................................8
5. Direito Positivo e Direito Natural...................................................................10
6. Referências..................................................................................................10



















1. Introdução
O termo “positivismo” não é unívoco, pois designa tanto o positivismo sociológico ousociologismo eclético, ou seja, a doutrina de Augusto Comte, e as que a ela se ligam ou se assemelham, como o estrito positivismo jurídico.
O positivismo é uma corrente filosófica que surgiu na Europa no século XIX. O principal idealizador do positivismo sociológico é Augusto Comte (1798 –1857). E do positivismo jurídico é Hans Kelsen (1881 – 1973).
O positivismosociológico adveio da teoria de Augusto Comte, que pretendeu realizar por meio da ciência uma reforma social, afirmando que a única ciência capaz de reformar a sociedade é sociologia ou física social, que era a ciência positiva dos fatos sociais. O positivismo comteano procurou eliminar da metologia a busca apriorística de princípios estabelecidos por via dedutiva: negando a metafísica, supervaloriza oempirismo, dando preferência ás ciências experimentais, ao confiar, exclusivamente, no conhecimnto dos fatos, afastando qualquer ato cognitivo que não tenha partido da observação. Para Comte todos os fenômenos vitais devem ser, na sua concepção, explicados por suas causas sociológicas
O principal pensador do positivismo jurídico da primeira metade do século XX foi sem sombra de dúvida HansKelsen (1881 – 1973). A Teoria Pura do Direito, mais do que a sua principal obra escrita é um projeto de definição do direito enquanto ciência.



2. Positivismo Sociológico
O positivismo surgiu da evolução do iluminismo, surgiu uma nova corrente de pensamento: o positivismo, com Comte e Émile Durkheim. Nesse momento, a Natureza e a ciência passaram a ser analisadas pormétodos empíricos; muitas leis naturais foram formuladas. O capitalismo estava em ascensão, o continente europeu passava por um momento sem guerras entre países (exceto pelas revoluções burguesas em cada território, mas já sem a ideia de imperialismo napoleônico ou conquistas e absorção de culturas).
Positivismo é um conceito que possui distintos significados, englobando tanto perspectivasfilosóficas e científicas do século XIX quanto outras do século XX.
Desde o seu início, com Augusto Comte (1798-1857) na primeira metade do século XIX, até o presente século XXI, o sentido da palavra mudou radicalmente, incorporando diferentes sentidos, muitos deles opostos ou contraditórios entre si. Nesse sentido, há correntes de outras disciplinas que se consideram "positivistas" sem guardar nenhumarelação com a obra de Comte. Exemplos paradigmáticos disso são o Positivismo Jurídico, do austríaco Hans Kelsen, e o Positivismo Lógico (ou Círculo de Viena), de Rudolph Carnap, Otto Neurath e seus associados.
Para Comte, o Positivismo é uma doutrina filosófica, sociológica e política. Surgiu como desenvolvimento sociológico do Iluminismo, das crises sociais e morais do fim da Idade Média e donascimento da sociedade industrial - processos que tiveram como grande marco a Revolução Francesa (1789-1799). Em linhas gerais, ele propõe à existência humana valores completamente humanos, afastando radicalmente a teologia e a metafísica (embora incorpora estas em uma filosofia da história). Assim, o Positivismo associa uma interpretação das ciências e uma classificação do conhecimento a uma...
tracking img