Map lares de idosos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1102 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Medidas de Autoprotecção para Lares de Idosos
Os lares de idosos são estabelecimentos que albergam habitualmente pessoas
acamadas ou com dificuldades de locomoção, percepção e reacção a um qualquer
acidente. Alguns dos utentes, resultante de doença, poderão não ter consciência das
consequências de actos por si praticados e que podem por em risco a segurança de
outros utentes.
Os riscos quepodem afectar os lares de idosos podem ser vários, sendo o mais comum
o risco de incêndio.
Para prevenir este risco foi publicado o Dec. Lei nº 220/2008 de 12 de Novembro que
estabeleceu o Regime Juridico de Segurança Contra incêndios em Edificios, o qual
obriga todos os edifícios e recintos, incluindo os existentes.

“UT V «hospitalares e lares de idosos», corresponde a edifícios ou partesde edifícios
recebendo público, destinados à execução de acções de diagnóstico ou à prestação
de cuidados na área da saúde, com ou sem internamento, ao apoio a pessoas idosas
ou com condicionalismos decorrentes de factores de natureza física ou psíquica, ou
onde se desenvolvam actividades dedicadas a essas pessoas, nomeadamente
hospitais, clínicas, consultórios, policlínicas, dispensáriosmédicos, centros de saúde, de
diagnóstico, de enfermagem, de hemodiálise ou de fisioterapia, laboratórios de
análises clínicas, bem como lares, albergues, residências, centros de abrigo e centros
de dia com actividades destinadas à terceira idade.”
CATEGORIAS DE RISCO:
1.ª, 2.ª, 3.ª ou 4.ª , sendo considerados respectivamente de risco reduzido, risco
moderado, risco elevado e de risco muitoelevado.

FACTORES DE RISCO ( UT V):
• Altura da utilização-tipo;
• Efectivo;
• Efectivo em locais de tipo D;
• Apenas para a 1.ª categoria, saída independente directa ao exterior de locais de risco
D, ao nível do plano de referência.

Categorias de Risco
Critério









≤9

≤ 28

≤ 28

>28

Não existindo locais de risco D
ou E

≤ 100

≤ 750

≤ 2 250

>2 250

Existindo locais
de risco D ou E

Nos locais de
risco D ou E

≤ 25

≤ 100

≤ 400

>400

Total

≤ 100

≤ 500

≤ 1 500

>1 500

Altura (m)
Efectivo

Locais de risco D ou E com saídas
independentes directas ao exterior, no
plano de referencia

Obrigatório

Não aplicável

LOCAIS DE RISCO NO INTERIOR
Locais de risco A, B, C, D ou F.
Exceptuam-se as áreasdestinadas a circulações e a instalações sanitárias.
Consoante o local de risco, existem exigências quanto às condições exteriores comuns,
evacuação dos locais, comportamento ao fogo, isolamento e protecção, condições
gerais das instalações técnicas e condições gerais dos sistemas e equipamentos de
segurança, de acordo com o exigido pelo RT-SCIE.
LOCAIS DE RISCO D
Locais de um estabelecimentocom permanência de pessoas acamadas ou destinados a
receber crianças com idade não superior a seis anos ou pessoas limitadas na
mobilidade ou nas capacidades de percepção e reacção a um alarme.
São considerados locais de risco D, por exemplo:
• Fisioterapia;
• Quartos ou grupos desses quartos e respectivas circulações horizontais
exclusivas;
• Enfermarias ou grupos de enfermarias erespectivas circulações horizontais
exclusivas;
• Salas de estar, de refeições e de outras actividades ou grupos dessas salas e
respectivas circulações horizontais exclusivas, destinadas a pessoas idosas.

As Medidas de Autoprotecção consistem:
Num conjunto de procedimentos de utilização dos espaços e têm como finalidade a
prevenção de Incêndios, a manutenção das condições de segurança e a adopçãode
medidas para fazer face a uma situação de emergência.
Garantem que os equipamentos e sistemas de segurança contra incêndios estão em
condições de ser operados permanentemente e são utilizados correctamente, e que,
em caso de Emergência, os ocupantes abandonam o edifício em segurança.
São constituídas por medidas preventivas, medidas de intervenção em caso de
incêndio, registos de...
tracking img