Manual

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 38 (9347 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
HSA Bares escolares






Acção de Sensibilização e formação “Segurança Alimentar nos bares escolares”

[pic]







INTRODUÇÃO

O tema Segurança Alimentar não foi durante muitos anos importante para os consumidores, pois na sua grande maioria, apenas pensam nesta problemática quando se deparam com algum caso de toxi-infecções alimentares.

O surgimento e divulgação de casoscomo a BSE (Encefalopatia Espongiforme Bovina), as contaminações das carnes e leite pelas dioxinas e os benzopirenos nas gorduras, provocou uma maior preocupação com a melhoria do controlo na produção agro-alimentar. Com toda a divulgação feita pelos media nestes casos, os consumidores acabaram por se tornar mais exigentes: querem ser mais e melhor informados e querem que os alimentos que seencontram á sua disposição sejam sujeitos a controlos mais rigorosos.

Com a presente acção de sensibilização e formação tem-se como objectivo sensibilizar todos os possíveis envolvidos nos processos alimentares para a temática da Segurança Alimentar, assim como promover a salubridade dos alimentos fornecidos aos utentes dos bares dos professores e alunos da Escola Secundária D. Afonso Sanches(doravante designada por ESDAS) e ainda promover a adopção de medidas de higiene individuais e colectivas pelos utentes dos bares e manipuladores de alimentos.























1. SEGURANÇA ALIMENTAR


1. Conceito de Segurança Alimentar

Actualmente, um dos direitos assegurados aos consumidores é a protecção da saúde e segurança, ocupando a segurança alimentar o lugarcimeiro na informação que interessa divulgar como contributo importante para uma vida saudável. Assim, os alimentos devem ser adequados do ponto de vista higieno-sanitário, não podem conter microrganismos nocivos ou outros contaminantes que coloquem em risco a nossa saúde e devem ser adequados do ponto de vista nutricional, de forma a satisfazer as necessidades das várias etapas da vida.

Quandoexiste segurança alimentar significa que se assegurou a qualidade nutricional e higieno-sanitária dos alimentos, que estes são adequados às características físicas, sociais e culturais das populações e que o consumidor está bem informado relativamente ao alimento que consome.

Um alimento seguro deve ser também aquele que ao ser produzido e consumido não compromete o meio ambiente ao envolveros métodos agrícolas, o processamento industrial, o transporte de alimentos e as embalagens onde os consumimos.

Por fim aquisição de um alimento básico a este tem de estar inerente o conceito de segurança alimentar, assim como o facto de que toda a população, mesmo a de recursos financeiros mais baixos, tem direito a apenas adquirir alimentos seguros.

















2.Doenças transmitidas por alimentos

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), doença transmitida por alimentos é uma doença de natureza infecciosa ou tóxica causada, ou supostamente causada, pelo consumo de alimentos ou água.


Na origem destas doenças estão envolvidos diversos agentes:

• Biológicos - são exemplo os microrganismos, ou seja, as bactérias, fungos, vírus e parasitas;
•Químicos - tais como produtos de limpeza e desinfecção, metais pesados, pesticidas e fertilizantes;
• Físicos - devido à presença de um pedaço de palha-de-aço, lasca de madeira, vidro, cabelo ou insecto no alimento.


As doenças mais comuns transmitidas por alimentos são causadas por microrganismos, especialmente bactérias e/ou suas toxinas (substâncias tóxicas produzidas pelas bactérias),que vulgarmente se denominam de toxi-infecções alimentares.

O risco de acontecer uma toxi-infecção alimentar depende de vários factores, entre os quais:

• Tipo de microrganismo patogénico (isto é, que provoca doença);
• Número de microrganismos ingeridos e da susceptibilidade do consumidor.

As crianças, grávidas, idosos e os indivíduos que apresentam o seu sistema imunitário...
tracking img