Manual de silvicultura tropical

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 91 (22733 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MANUAL DE SILVICULTURA TROPICAL
MANUAL

Natasha Ribeiro, Almeida A. Sitoe
Benard S. Guedes, Cristian Staiss

Universidade Eduardo Mondlane
U niversidade
Faculdade de agronomia e engenharia Florestal
Departamento de engenharia Florestal

MANUAL DE SILVICULTURA TROPICAL

Natasha Ribeiro
Almeida A. Sitoe
Benard S. Guedes
Cristian Staiss

Maputo, 2002

Publicado com apoio da FAO,Projecto GCP/Moz/056/Net

Conteúdo
C onteúdo
1. Glossário

1

2.. Definição e objectivos da silvicultura
2

3

2.1. Definição

3

2.2. Subdivisões da silvicultura e seus objectivos

3

3.. Povoamentos florestais
3

6

3.1. Generalidades

6

3.2. Perpetuação dos povoamentos florestais

7

3.3. Condução de povoamentos florestais

8

3.3.1. Desbastes

93.3.1.2. Tipos de desbastes

10

3.3.1.2.1. Desbaste pelo baixo

10

3.3.1.2.2 Desbaste pelo Alto

12

3.3.1.2.3. Desbaste Selectivo

14

3.3.1.2.4. Desbaste Sistemático

15

3.3.1.3. Vantagens e desvantagens dos desbastes

15

3.3.1.4. Efeito dos desbastes

17

3.3.1.4.1. Efeitos fisiológicos

17

3.3.1.4.2. Efe itos ecológicos dos desbastes

17

3.3.1.4.3.Efeitos de medição

17

3.3.1.4.4. Efeitos sobre as características silviculturais

18

3.3.1.5. Momento do desbaste

18

3.3.1.6. Desbaste e qualidade da madeira

19

3.3.2. Desrame

19

3.3.2.1. Programa de desrame

20

3.3.2. 2. Momento da desrame e critérios para sua definição

20

3.3.2.3. Número e características das árvores a desramar

22

3.3.2.4. Periodicidade,modos e época de desrama

22

3.3.2.5. Equi pamento, métodos e documentação da desrama

23

4.. Formações florestais nos (sub -) trópicos
4

24

4. 1. Generalidades

24

4.2. Floresta higrófila perenifólia (floresta pluvial tropical)

27

4.2.1. Floresta higrófila perenifólia de baixa altitude

27

4.2.2. Florestas higrófilas perenifólias de altitude elevadas (Floresta deMontanha)

29

4.3. Floresta higrófila caducifólia

30

4.3.1. Floresta xerófila caducifólia

33

4.3.1.2. Miombo

34

4.3.1.2. Divisão do miombo de acordo com a precipipitação

--

i

35

4.3.1.3.Composição e estrutura

37

4.3.1.3.1. Composição

37

4.3.1.3.2. Estrutura

38

4.3.1.3.3. Fenologia da vegetação do miombo

42

4.3.1.3.4. Frutificão edispersão e de sementes

42

4.3.1.3..5. Germinação das sementes

45

4.3.1.3.4.6. Regeneração e crescimento

45

4.3.1.3.7. Mortalidade

46

4.4 Florestas tropicais em sítios especiais

47

4.4.1. Mangais

47

4.4.1.1. Definição

47

4.4.1.2. Padrão de distribuição dos mangais a nível Mundial e em Moçambique

48

4.4.1.3.Composição e estrutura dos mangais

49

4.4.1.4.Adaptações dos Mangais às difíceis condições do sítio

51

4.4.1.5. Importância dos Mangais

52

4.4.1.6. Causas da degradação dos Mangais

55

4.4.1.7. Consequências da destruição dos Mangais

55

4.4.1.8. Regeneração natural e artificial dos mangais

57

4.4.1.8.1. Regeneração natural

57

4.4.1.8.2. Regeneração artificial

57

4.4.2. Florestas paludosas de água docee florestas inundadas

58

4.4.2.1. Florestas Pantanosas

58

4.4.2.2. Florestas paludosas em solos eutróficos

59

4.4.2.3. Florestas Inundadas

59

4.4.2.4. Matas de Galeria

60

4.4.2.5. Florestas de Campinas

60

4.4.2.6. Florestas tropicais naturais de coníferas

61

5.. Dinâmica de florestas nativas
5

63

5..1. Generalidades

63

5.2. Sucessão Florestal(caso de uma floresta tropical higrófila)

65

5.1.2. Definições

65

5.1.3. Estágios de sucessão

66

5.2. Dinâmica da regeneração (caso de uma floresta tropical higrófila)

6.. Competição e a sua importância ecológica
6

71
71

6.1. Generalidades

73

6.2. Tipos de competição

75

6.2.1. Competição intraespecífica

75

6.2.2. Competição interespecífica

76...
tracking img