Manual de psicologia hospitalar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5028 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PSICOLOGIA HOSPITALAR:
PSICOLOGIA HOSPITALAR: É O CAMPO DE ENTENDIMETO E TRATAMENTO DOS ASPECTOS PSICOLOGICOS EM TORNO DO ADOECIMENTO.
Adoecimento: se dá quando o sujeito humano, carregado de subjetividade , esbarra em um “real” de natureza patológica denominado “doença”, presente em seu corpos produzindo uma série de efeitos psicológicos que podem ser evidenciados no paciente, na família ouna equipe de profissionais.
Aspecto psicológico = subjetividade=sentimentos, fala, pensamentos e comportamentos, fantasias, lembranças, sonhos...estilo de vida, estilo de adoecer...
O aspecto psicológico – causa da doença= campo da psicossomática – influencia da mente sobre o corpo.
Vivencia psicológica precipitando o inicio do processo patogênico ...fator desencadeante.
Piora o quadroclinico – agravante
Consequência – os sentidos que dá a doença
Ganhos com a doença- direito de não trabalhar, atenção...fatores psicológicos de manutenção do adoecimento.
P. Hospitalar - Trabalha a dor do paciente, a angústia declarada da família e disfarçada da equipe, e negada dos médicos.
Paciente – interesse no sintoma – livrar da dor.
Família – prognostico - que a doença não é tão grave eque vai ficar bom.
Medico – causa - diagnostico
Objetivo da p. hospitalar – a subjetividade.
Ela não estabelece meta para o paciente alcançar, mas aciona a elaboração simbólica do adoecimento., ajuda a fazer a travessia mas não diz onde vai dar a travessia.
P. hospitalar – é ouvinte e não guia – não cura, nem salva, reposiciona a pessoa em relação a sua doença. – atua na relação do pacientecom o sintoma..trabalha o corpo simbólico que esta nas palavras, significados e sentidos da doença, pois a angustia se dissolve nas palavras.
Filosofia do além da cura: angústias, traumas, medos...filosofia do escutar. A subjetividade.
O paciente fala por meio dos seus sintomas e a psicologia escuta...
2 TECNICAS
ESCUTA ANALITICA: intervenções da p. clinica, escuta, associação livre,interpretação, análise da transferência.
MANEJO SITUACIONAL: intervenções direcionadas à situação concreta em torno do adoecimento: controle situacional, gerenciamento de mudanças, análise institucional, mediação de conflitos.
Objetivos psicologia hospitalar: fazer falar e escutar.
Diagnóstico: é o conhecimento da situação existência e subjetiva da pessoa adoentada em sua relação com a doença;descrição abrangente dos processos que influenciam e são influenciados pela doença.
Diagnóstico: hipótese de trabalho; não procura descobrir a verdade da doença, mas a verdade do paciente sobre a doença. O psicólogo trabalha com o sentido das coisas.
Diagnostico: não tem nada a ver com psicodiagnostico, não se vale de testes, é o olho clinico do psicólogo e não tem escala comparativas.
Diagnosticoreacional: O modo como a pessoa reage a doença.
Diagnostico médico: a sua condição médica
Diagnostico situacional: analise das diversas áreas da vida do paciente.
Diagnostico transferencial: análise de suas relações
DIAG. REACIONAL
Primeiro nega, depois se revolta, se deprime, não sem algum esforço, alcança a possibilidade de enfrentamento. Ordem não é fixa, mas a pessoa pode se fixar em umaposição, pode variar de um dia para o outro, por isso posição mutável.
POSIÇÃO NEGAÇÃO
FRASES: não é possível, isso não está acontecendo comigo, deve ser engano.
Negação deve ser respeitada e não confrontada a qualquer custo, nem a qualquer hora.
Mecanismo: projeção: enxerga a doença no outro
Ação: age como se a doença não existisse ou então miniminiza sua gravidade e os cuidados necessários.Comportamento: adia, procastinação.
Estado de animo: angustiado e irritado.
Esperança: exagerada: vai dar tudo certo.
O sujeito: insiste
PASSIVIDADE: NÃO HÁ O PROBLEMA, nega.
Pensamento: ONIPOTENTE: sei o que eu estou fazendo, sempre dá certo, reconhece as capacidades e nega as incapacidades.
SOLUÇÕES TENTADAS: mágicas, algo divino possa acontecer.
Emoção prevalece: Alegria e...
tracking img