Manual de policiamento comunitario

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 119 (29554 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MANUAL DE
POLICIAMENTO
COMUNITÁRIO

Polícia e Comunidade na
Construção da Segurança
distribuição gratuita

Presidente da República
Luis Inácio Lula da Silva

Ministro da Secretaria Especial dos Direitos Humanos
Paulo de Tarso Vannuchi

Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo
Manual de Policiamento Comunitário: Polícia e Comunidade na Construção da Segurança[recurso eletrônico] / Núcleo de
Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV/USP). –
Dados eletrônicos. - 2009.
104 p.
Disponível em formato pdf
Inclui anexo e bibliografia
1. Policiamento 2. Segurança Pública I. Título

“Este livro foi produzido por meio de convênio
firmado entre o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo e o Programa
de Apoio Institucionalàs Ouvidorias de Polícia
e Policiamento Comunitário da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da
República, financiado pela União Européia. O
conteúdo desta obra é de responsabilidade exclusiva do Núcleo de Estudos da Violência da
Universidade de São Paulo”.

S u mári o

APRESENTAÇÂO

9

INTRODUÇÃO

13

POLICIAMENTO COMUNITÁRIO: ALGUNS CONCEITOS

13

AS QUATROCARACTERÍSTICAS DO POLICIAMENTO COMUNITÁRIO

15

QUAL A IMPORTÂNCIA DO POLICIAMENTO COMUNITÁRIO?

16

CAPÍTULO 1
PASSOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO
D O P OLICIAMENTO C OMUNITÁRIO

21

1º PASSO – IDENTIFICAÇÃO DO PROBLEMA

22

2º PASSO – ANÁLISE DO PROBLEMA

27

3º PASSO - PLANEJAMENTO

32

4º PASSO – IMPLEMENTAÇÃO DE PROVIDÊNCIAS

40

5º PASSO – AVALIAÇÃO DAS PROVIDÊNCIASIMPLEMENTADAS

47

CAPÍTULO 2
MEMÓRIA DO PROJETO

53

CAPÍTULO 3
AVANÇOS E OBSTÁCULOS

61

ANEXOS

67

CRIANÇAS: PREVENÇÃO DE ACIDENTES
Futebol Seguro: “Bom de Bola, Bom na Escola.”

67

CRIANÇAS E ADOLESCENTES: DROGAS
PROCIN (Promovendo Cidadania)

68

S um á r i o

CRIANÇAS: PREVENÇÃO DE ACIDENTES
Companhia Solidária

70

IDOSOS: PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA E ACIDENTESApoio 65 - Idosos em Segurança

72

INDÍGENAS E PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS: ÁLCOOL E DROGAS
Ação Inclusiva (PROERD)

73

JOVENS: VULNERABILIDADE E CRIMINALIDADE
Esporte à Meia-Noite
Fica Vivo!
Galera Nota 10

75
78
80

PEDESTRES: PREVENÇÃO DE ATROPELAMENTOS
Projeto Canteiros: Colhendo Segurança e Beleza para a Comunidade
do Jardim Ranieri e Adjacências

82

RESIDÊNCIAS:ASSALTOS E FURTOS
Rede de Vizinhos Protegidos
“Sem lugar para correr sem lugar para se esconder”
(“Nowhere to run to nowhere to hide”)

83
85

COMÉRCIO: ASSALTOS E FURTOS
Base Comunitária Móvel

86

PROGRAMAS DE VIGILÂNCIA DE BAIRRO
88

GLOSSÁRIO

93

GLOSSÁRIO DE INSTITUIÇÕES

96

SIGLAS UTILIZADAS

98

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

99

A presentação
Nancy Cardia
Opoliciamento comunitário, hoje em dia, encontra-se amplamente disseminado nos países economicamente mais desenvolvidos. Sem dúvida isso é uma conquista desses países, pois essa é a forma de policiamento que mais se aproxima das
aspirações da população: ter uma polícia que trabalhe próxima da comunidade e na
qual ela possa crer e confiar.
Acreditar e confiar na polícia são considerados elementosessenciais para que
a polícia possa ter legitimidade para aplicar as leis, isto é, para a polícia ser percebida
pela população como tendo um direito legítimo de restringir comportamentos, retirar a liberdade de cidadãos e, em casos extremos, até mesmo a vida.
Ter legitimidade para aplicar as leis significa poder contar com o apoio e a
colaboração da população para exercer seu papel. Isso difereda falta de reação da
população às ações da polícia, quer por apatia ou por medo, ou ainda, da reação daqueles que delínquem. Em qualquer um desses casos a reação da população já sugere que há um déficit de confiança na polícia.
Nos países economicamente mais desenvolvidos, a adoção do policiamento
comunitário decorreu da constatação de que os modelos de policiamento em vigência não eram mais...
tracking img