Manual de custos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 92 (22999 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Manual Prático de Contabilidade de Custos/2012-01

- pág. 1

APOSTILA - I MANUAL PRÁTICO DE CONTABILIDADE DE CUSTOS
Prof. Me Cesar Jose Collet

SUMÁRIO

Introdução Siglas Utilizadas Definição de Contabilidade de Custos Exigência Legal e Fiscal Objetivos Campos de Aplicação Princípios Contábeis Aplicados a Custos Departamento ou Centro de Custo Contabilidade de Custos e ContabilidadeFinanceira Plano de Contas – Adaptação á Contabilidade de Custos Folha de Pagamento Contas de Transferência Exemplo de Plano de Contas contendo Contas de Custos Exemplo de Contabilização de Transferências de Custos Custo Integrado e Coordenado com a Contabilidade Gasto, Investimento, Custo, Despesa, Perda, Desembolso Métodos de Valoração dos Estoques Custo Médio Ponderado PEPS – Primeiro a Entrar,Primeiro a Sair UEPS – Último a Entrar, Primeiro a Sair Custos Diretos Custos Indiretos Custos Fixos Custos Semi-Fixos Custos Variáveis Custos Primários Custos de Transformação Principais Métodos de Custeio Custeio por Absorção (ou Integral) Custeio Direto (ou Variável) Custeio Padrão Parecer Normativo CST 6/1979 CUSTOS NAS ATIVIDADES INDUSTRIAIS Materiais Diretos Mão de Obra Direta (MOD) CustosGerais de Fabricação (CGF) IMED – CONTABILIADE DE CUSTOS 2012/01 – Prof. Me. Cesar Jose Collet

Manual Prático de Contabilidade de Custos/2012-01

- pág. 2

Rateio dos Custos Gerais de Fabricação Mapa de Localização de Custos Sistemas de Acumulação de Custos Sistema de Acumulação por Processo (ou Contínuo) Equivalência da Produção Custeamento de Diversos Produtos em Fabricação Distribuição deCustos dos Centros Auxiliares para os Centros Produtivos Distribuição dos Custos dos Centros Produtivos para os Produtos Sistema de Acumulação por Ordem de Produção (ou Encomenda) Vantagens Desvantagens CUSTOS NAS ATIVIDADES DE SERVIÇOS Serviços de Terceiros Materiais Diversos Aplicados em Serviços Mão de Obra Direta Aplicada em Serviços Custos Gerais de Serviços Fórmula de Apuração de Custos deServiços

INTRODUÇÃO A contabilidade é elemento de geração de informações gerenciais, fiscais, econômicas e financeiras de uma entidade. As entidades com fins lucrativos, como indústria, comércio e serviços, precisam apurar, em decorrência das normas contábeis e fiscais, os respectivos custos, para apurarem o resultado. A apuração dos custos se faz pelos próprios elementos da contabilidade, comauxílio de informações extracontábeis, como controles de estoques, rateios de custos indiretos, horas de produção, etc. A todos estes elementos, em conjunto, dá-se o nome de “contabilidade de custos”.

IMED – CONTABILIADE DE CUSTOS 2012/01 – Prof. Me. Cesar Jose Collet

Manual Prático de Contabilidade de Custos/2012-01

- pág. 3

SIGLAS UTILIZADAS CC: Centro de Custo CFC: Conselho Federalde Contabilidade CGF: Custos ou Gastos Gerais (ou Indiretos) de Fabricação CMV: Custo das Mercadorias Vendidas CPV: Custo dos Produtos Vendidos CSV: Custo dos Serviços Vendidos IBRACON: Instituto dos Auditores Independentes do Brasil MOD: Mão de Obra Direta MOI: Mão de Obra Indireta MP: Matéria Prima NPC: Normas e Procedimentos de Contabilidade PAT: Programa de Alimentação do Trabalhador PC ou Pç:Peça PEPS: Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair PN: Parecer Normativo QTDE: Quantidade RIR: Regulamento do Imposto de Renda UEPS: Último a Entrar, Primeiro a Sair UM ou Un: Unidade DEFINIÇÃO DE CONTABILIDADE DE CUSTOS A contabilidade de custos pode ser definida como um conjunto de registros específicos, baseados em escrituração regular (contábil) e apoiada por elementos de suporte (planilhas,rateios, cálculos, controles) utilizados para identificar, mensurar e informar os custos das vendas de produtos, mercadorias e serviços. EXIGÊNCIA LEGAL E FISCAL Sua existência não é mero caso fortuito, mas uma necessidade legal e tributária. Legal, por exigência da legislação societária brasileira:
1. Para as Sociedades Anônimas - Lei nº 6.404/76, art. 183, inciso II: Art. 183 – No balanço, os...
tracking img