Manual de coleta de parasitos em peixes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2059 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Manual para coleta de parasitos de peixe
Por:
Gabriela Tomas Jerônimo – MSC
gabriela@cca.ufsc.br
Engenheira de Aquicultura;
Doutoranda em Aquicultura, UFSC
Maurício Laterça Martins
mlaterca@cca.ufsc.br
Biólogo - Docente UFSC
Arlene Sobrinho Ventura
arlenesventura@yahoo.com.br
Médica Veterinária
Márcia Mayumi Ishikawa
marcia@cpao.embrapa.br
Médica Veterinária; Pesquisadora
EmbrapaAgropecuária Oeste
Marcos Tavares Dias
marcostavares@cpafap.embrapa.br
Biólogo; Pesquisador Embrapa
Macapá

Entre as metodologias para se identificar as doenças em peixes cultivados está a análise
parasitológica. No entanto, é importante seguir etapas de forma correta para obtenção dos
parasitos e para que posteriormente seja possível a sua identificação. Assim, é necessário
retirar eanalisar os órgãos do peixe onde podemos encontrar os parasitos, seguindo uma
sequência de procedimentos que facilite a execução e garanta a preservação dos parasitos
(EIRAS et al. 2006). Sempre que possível, os peixes deverão ser examinados
imediatamente após sua coleta e morte, para observação de parasitos externos
(ectoparasitos) e internos (endoparasitos). O objetivo deste artigo é orientartécnicos,
estudantes e profissionais da área sobre as metodologias adequadas para coleta de
parasitos de peixes, principalmente na piscicultura. O texto foi publicado anteriormente
pela Embrapa de Macapá, AP (Circular 39), em maio de 2011.

Insensibilização dos Peixes
Para conter e sacrificar os peixes podem ser utilizados alguns anestésicos sintéticos como
a tricaína metano sulfonato (MS-222)e a benzocaína, os quais são muito utilizados. Estes
anestésicos podem causar efeitos indesejados em algumas espécies de peixes, tais como a
perda de muco, irritação das brânquias e danos na córnea (INOUE et al., 2003), além da
perda de ectoparasitos. Outra alternativa é a utilização do óleo de cravo que apresenta
algumas vantagens como a praticidade, baixo custo, eficiência em baixasconcentrações e
rápida metabolização e depuração (CHO; HEAT, 2000; MUNDAY; WILSON, 1997;
WATERSTRAT, 1999).
O anestésico a ser utilizado fica a critério do piscicultor. Após anestesiar os peixes, uma
maneira simples e eficaz de sacrificar os mesmos, consiste em perfurar a parte superior da
cabeça com um instrumento pontiagudo, no qual um pequeno movimento lateral nesta
posição causa a comoçãocerebral, provocando sua morte.
Dados Biométricos
A medida do tamanho e peso do peixe (biometria) deve ser realizada para complementar
as informações referentes ao diagnóstico da doença. O comprimento pode ser o total, que
vai da boca até a cauda ou o comprimento padrão, que vai da boca até o pendúculo
caudal.
Sequência de procedimentos para
coleta de parasitos de peixes
Coleta de parasitosexternos (ectoparasitos)
em peixes de pequeno porte:

a) Colocar o peixe em um frasco com formalina 1:4000;
b) Esperar duas horas e completar com formol (37-40%) até atingir uma concentração
aproximada de 5%;
c) Etiquetar o frasco com informações do proprietário.
Coleta de parasitos na pele do peixe:

a) Fazer uma inspeção macroscópica com objetivo de detectar possíveis parasitos visíveisa olho nu;
b) Realizar raspagem da pele no sentido cabeça-cauda, não se esquecendo das
nadadeiras;
c) Colocar o conteúdo obtido da pele em um frasco;
d) Adicionar formol a 10% até alcançar a concentração de 5% sobre esse conteúdo;
e) Etiquetar o frasco, contendo o órgão, peixe analisado e data.
Coleta de parasitos das narinas:

a) As narinas devem ser abertas com auxílio de uma tesourade ponta fina e deve-se
realizar a lavagem das suas cavidades com soro fisiológico 0,65% ou formalina 1:4000;
b) O conteúdo deve ser colocado em um frasco;
c) Adicionar formol a 10% até alcançar a concentração de 5% sobre o conteúdo;
d) Etiquetar o frasco contendo o órgão e identificá-lo com informações sobre o peixe
analisado (espécie), o local e data de coleta.
Coleta de parasitos nas...
tracking img