Manual de acolhimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 65 (16177 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MANUAL DE ACOLHIMENTO
DO INESC PORTO
MANUAL DE ACOLHIMENTO DO INESC PORTO
2
Ao novo Colaborador
Seja bem-vindo.
Acolher um novo elemento é, acima de tudo, fornecer-lhe as melhores condições de integração para que, o
mais rapidamente possível, se sinta membro desta instituição.
Este documento foi feito a pensar em si, que passa a participar na vivência do INESC Porto.
É nossa intenção,fornecer-lhe uma imagem, o mais aproximada possível, deste Instituto e prestar-lhe todas
as informações que possam contribuir para que a sua actividade no INESC Porto seja pautada por um bom
desempenho.
Sem pretender ser exaustivo, este manual deve ser encarado por si como um “guia” do funcionamento desta
instituição.
O INESC Porto põe ao seu dispor uma grande quantidade de informação que oajudará no seu dia-a-dia.
As dúvidas que venham a surgir-lhe após a leitura do Manual de Acolhimento, devem ser preferencialmente
colocadas ao DIL - Recursos Humanos (HTUdil-rh@inescporto.ptUTH), ao responsável da Unidade de Investigação,
Departamento, ou Serviço onde vai ser integrado, ou ao Secretariado.
Deste modo, damos-lhe as boas vindas e desejamos-lhe os maiores sucessos na sua actividadeno INESC
Porto.
A Direcção
MANUAL DE ACOLHIMENTO DO INESC PORTO
3
UÍNDICEU
I. OBJECTIVOS/INTRODUÇÃO
II. PORQUÊ UM MANUAL DE ACOLHIMENTO?
III. O QUE FAZER NO DIA DE ACOLHIMENTO?
IV. APRESENTAÇÃO DO INESC PORTO
TIV.1 Breve HistorialT
IV.2 A Missão
IV.3 Os Objectivos Estratégicos
IV.4 A Sede Social
IV.5 Forma de Organização
IV.5.1 Organograma do INESC Porto
IV.5.2 Direcção
IV.5.3Comissão de Acompanhamento Científico
IV.5.4 Conselho Científico
IV.5.5 Conselho das Unidades
IV.5.6 Unidades de Investigação
IV.5.7 Serviços de Apoio
IV.6 Como Chegar ao INESC Porto
IV.7 Valores e Princípios
V. INFORMAÇÕES GERAIS
TV.1 Formas de Comunicação: IntranetT e Correio Electrónico
TV.2 BIP - Boletim Electrónico do INESC PortoT
TV.3 Serviço de Correio PostalT
TV.4 TelefoneT
TV.5Campus da Faculdade de Engenharia (FEUP)T
TV.6 BibliotecaT
TV.7 RestauraçãoT
TV.8 EstacionamentoT
TV.9 AlojamentoT
V.10 Outras Indicações Úteis
VI. NORMAS E PROCEDIMENTOS
MANUAL DE ACOLHIMENTO DO INESC PORTO
4
VI.1 Portaria
VI.2 Entradas e Saídas de Equipamento
VI.3 Cartões de Visita
VI.4 Recursos Informáticos
VI.5 Recursos Laboratoriais
VI.6 Recursos HTHumanosTH
VI.6.1 Regimes deColaboradores
VI.6.2 Se é Contratado
VI.6.2.1 Duração Semanal de Trabalho
VI.6.2.2 Política de Recursos Humanos
VI.6.2.3 Subsídio de Alimentação
VI.6.2.4 Subsídio de Natal
VI.6.2.5 Férias
VI.6.2.6 Subsídio de Férias
VI.6.2.7 Faltas
VI.6.2.8 Licença de Maternidade e de Paternidade
VI.6.2.9 Seguro de Acidentes de Trabalho
VI.6.2.10 Estatuto de Trabalhador-Estudante
VI.6.3 Se é BolseiroVI.6.3.1 Núcleo do Bolseiro
VI.6.3.2 Política de Recursos Humanos
VI.6.3.3 Maternidade e Paternidade/Assistência à Família/Doença
VI.6.3.4 Período de Descanso
VI.6.3.5 Enquadramento para Efeitos de Segurança Social
VI.6.3.6 Seguro de Acidentes Pessoais
VI.6.4 Aspectos Comuns a Vários Regimes de Colaboradores
VI.6.4.1 Tipos de Compromissos que Regulam a Relação Instituição/ColaboradorVI.6.4.2 Feriados e Tolerâncias de Ponto
VI.6.4.3 Seguro de Saúde
VI.6.4.4 Política de Formação
VI.6.4.5 Saúde, Higiene e Segurança no Trabalho
MANUAL DE ACOLHIMENTO DO INESC PORTO
5
VI.7 Regime de Viagens e Ajudas de Custo
VI.7.1 Regime de Ajudas de Custo nas Viagens
VI.7.2 Procedimentos
VI.7.3 Seguros
VI.7.4 Viagens de Automóvel
VI.7.5 Pagamentos
VI.8 Aquisição de Bens ou Serviços aoExterior e Competência para a Autorização de Despesas
VI.8.1 Aquisição de Bens ou Serviços ao Exterior
VI.8.2 Competências e Subdelegações de Competências
VI.8.2.1 Delegação de Competências
VI.8.2.2 Subdelegação de Competências
VI.8.2.3 Delegação de Competências para a Prática de Determinados Actos
VI.9 Negociação e Formalização de Contratos
VI.10 Apresentação de Candidaturas a Programas de...
tracking img