Manifesto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (346 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A partir da leitura realizada do Manifesto Comunista dos filósofos Karl Marx e F. Engels podemos perceber que as relações de produção e as forças produtivas
é o que constitui o modo de produção naqual vem modificando-se historicamente passando de escravista, para o sistema feudal até o surgimento da sistema capitalista.
"A antiga organização feudal da indústria, em que esta era circunscritaa corporações fechadas, já não podia satisfazer as necessidades que cresciam com a abertura de novos mercado".
Com isso os mercados iam aumentando ,e se expandindo a procura de mercadorias já nãoeram suficiente, a partir dai o modo de produção ia evoluindo-se pois a manufatura estava sendo derrubada pelas indústrias, e a media burguesia cedeu lugar mesmo depois do sistema feudal, veio osistema capitalista trazendo com ela varias crises. "Basta mencionar as crises comercias que repetindo-se periodicamente ameaçavam cada vez mais a existência da sociedade burguesa". E como o modo deprodução capitalista passa a ser maquinário, veio como consequência junto a ele
o desemprego, na qual o homem estar sendo substituído pela maquina [...]"O crescente emprego de máquinas e a divisão dotrabalho do operário de seu caráter autônomo ,tiram-lhe todo o atrativo.
“ O produto passa a um simples apêndice da maquina e só se requer dele a operação mais simples, mais monótona, mais fácil deaprender. Desse modo, o custo do operário se reduz, quase que exclusivamente aos meios de manutenção que lhes são necessários para viver e perpetuar sua existência”.Um exemplo disso são as industrias automotivas onde era o homem que produzia uma determinada peça em um longo período de tempo, hoje com o surgimento das máquinas são feitas varias peçasem um curto período, e com todo esse avanço tecnológico, o trabalhador é obrigado a vender sua força de trabalho mais barata, e o que ele ganha não dá se quer para sobreviver, tampouco comprar o...
tracking img