Manifesto gnu

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4625 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A atualidade do Manifesto GNUMarço de 2013, mês em que o Manifesto GNU completa 28 anos.O Manifesto GNU foi escrito por Richard Stallman no início do Projeto GNU, para pedir por participação e ajuda. Durante os primeiros anos ele sofreu pequenas atualizações para registrar desenvolvimentos, mas agora achamos melhor mantê-lo inalterado, já que a maioria das pessoas já viu o manifesto antes. Desdeaquele tempo, aprendemos sobre certos mal-entendidos frequentes que uma escolha diferente de palavras poderia ter ajudado a evitar. Notas de rodapé adicionadas em 1993 ajudam a     clarear esses pontos. Para informações atualizadas sobre o software GNU disponível, por favor veja a informação disponível no nosso servidor web, em especial nossa lista de software.Copyright (C) 1985, 1993 FreeSoftware Foundation, Inc.A cópia fiel e a distribuição deste artigo completo é permitida em qualquer meio, desde que esta nota seja preservada e o distribuidor garanta aos recipientes permissão para nova redistribuição como permitido por esta nota. Não podem ser feitas versões modificadas.O Que é o GNU? Gnu Não é Unix!Traduções do Manifesto GNU Manifesto estão disponíveis em Alemão, Coreano (1, 2),Francês, Italiano, Japonês, Russo, e Sueco.GNU, que significa Gnu Não é Unix, é o nome para um sistema de software completo e compatível com o Unix, que estou escrevendo para que possa fornecê-lo gratuitamente para todos os que possam utilizá-lo. (1) Vários outros voluntários estão me ajudando. Contribuições de tempo, dinheiro, programas e equipamentos são bastante necessárias.Temos até o momentoum editor de textos Emacs com Lisp para a escrita de comandos do editor, um depurador de código-fonte, um gerador de compiladores compatível com o yacc, um linkeditor e em torno de 35 utilitários. Um shell (interpretador de comandos) está quase completo. Um novo compilador C otimizador portável já compilou a si mesmo e deverá ser liberado este ano. Um kernel inicial existe mas muitos recursosainda são necessários para emular o Unix. Quando o kernel e o compilador estiverem finalizados, será possível distribuir um sistema GNU adequado para o desenvolvimento de novos programas. Usaremos o TeX como nosso formatador de textos, mas estamos trabalhando em um nroff. Também usaremos o X Window System, que é livre e portável. Depois disso, adicionaremos um Common Lisp portável, um jogo doImpério, uma planilha eletrônica, e centenas de outras coisas, além de documentação on-line. Esperamos fornecer, eventualmente, tudo de útil que normalmente vem com um sistema Unix, e ainda mais.GNU será capaz de rodar programas do Unix, mas não será idêntico ao Unix. Faremos todos os aperfeiçoamentos que forem convenientes, baseados em nossa experiência com outros sistemas operacionais. Em particular,planejamos adicionar nomes de arquivos longos, números de versão de arquivos, um sistema de arquivos à prova de falhas, auto-geração de nomes de arquivos, talvez, suporte de vídeo independente do terminal, e talvez um sistema de janelas baseado no Lisp através do qual vários programas Lisp e programas Unix comuns possam compartilhar uma tela. Tanto C quanto Lisp estarão disponíveis como linguagensde programação de sistemas. Tentaremos suportar UUCP, MIT Chaosnet, e protocolos da Internet para comunicação.GNU é inicialmente orientado para máquinas do classe 68000/16000 com memória virtual, porque essas são as máquinas mais fáceis de suportar. O esforço extra par fazê-lo rodar em máquinas menores será deixado para alguém que deseje utilizá-lo nelas.Para evitar uma confusão horrível, porfavor pronuncie a letra "G" na palavra "GNU" quando ela for o nome deste projeto.Por que tenho que escrever o GNUAcredito que a regra de ouro exige que, se eu gosto de um programa, devo compartilhá-lo com outras pessoas que gostam dele. Vendedores de Software querem dividir os usuários e conquistá-los, fazendo com que cada usuário concorde em não compartilhar com os outros. Me recuso a quebrar a...
tracking img