Manifestacao artistica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2439 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho

de

português













Nome: caio Henrique Gobi Nº 07 Serie: 1ªA

Contexto Histórico

  As grandes invenções tecnólogicas dificilmente aparecem de maneira independente. A idéia de automatizar os cálculos vem desde a antigüidade e começou com a utilização de pedras eoutros dispositivos que deram origem aos ábacos, progredindo durante vários séculos até o aparecimento de computadores digitais na década de 1940.
O resumo apresentado a seguir é uma tentativa de indicar alguns marcos importantes nesta história. Foram citados apenas aqueles eventos que nos parecem mais significativos; muitos outros podem ser encontrados na literatura especializada. Os fatosapresentados referem-se apenas à construção de máquinas digitais, pois desde a antigüidade foram desenvolvidos também vários dispositivos analógicos, incluindo a régua de cálculo, astrolábios, integradores e diferenciadores, com aplicações à astronomia, à navegação e outros. Tampouco foram citadas outras contribuições indiretas como os trabalhos teóricos de George Boole ou Alan Turing.Manifestações artistiscas
A arte é característica própria do povo itapajeense, refletida nos bordados e na veia poética do filho mais ilustre da cidade, Quintino Cunha. Soma-se a isso, os sanfoneiros, cantores, poetas populares, escritores, rabequeiros, violeiros, dançarinos, dentre outros. Destaque para os grupos de quadrilhas juninas, através de seus principaisrepresentantes: Flor da Terra, Levanta Poeira, Mandacaru e Papôco. Além destes, o grupo cultural de poder constituído, Pajé-Arte, criado desde 1996, também merece grande destaque, por encenar teatro de rua, fabricar bonecos, produzir literatura de cordel, xilogravura
Metáfora: é uma figura de estilo (ou tropo linguístico), que consiste na comparação de dois termos sem o uso de um conectivo.|[pic] |"Amor é fogo que arde sem se ver" | |


O termo fogo mantém seu sentido próprio - desenvolvimento simultâneo de calor e luz, que é produto da combustão de matérias inflamáveis, como, por exemplo, o carvão - e possui sentidos figurados - fervor, paixão, excitação, sofrimento etc.
Didaticamente, pode-se considerá-la como uma comparação que não usa conectivo (porexemplo, "como"), mas que apresenta de forma literal uma equivalência que é apenas figurada.
Meu coração é um balde despejado
Antitese: é uma figura de linguagem (figuras de estilo) que consiste na exposição de ideias opostas. Ocorre quando há uma aproximação de palavras ou expressões de sentidos opostos. Esse recurso foi especialmente utilizado pelos autores doperíodo Barroco. O contraste que se estabelece serve, essencialmente, para dar uma ênfase aos conceitos envolvidos que não se conseguiria com a exposição isolada dos mesmos. É uma figura relacionada e muitas vezes confundida com o paradoxo. Várias antíteses podem ser feitas através de Amor e Ódio, Sol e Chuva, Paraíso e Inferno, Deus e Diabo.
Hiperbole: Em matemática, uma hipérbole é um tipo deseção cônica definida como a interseção entre uma superfície cônica circular regular e um plano que passa através das duas metades do cone.
Ela também pode ser definida como o conjunto de todos os pontos coplanares[1] para os quais a diferença das distâncias a dois pontos fixos (chamados de focos) é constante.
Para uma prova geométrica simples de que as duas caracterizações acima são equivalentes,veja esferas de Dandelin.
Algebricamente, uma hipérbole é uma curva no plano cartesiano definida por uma equação da forma
Ax2 + Bxy + Cy2 + Dx + Ey + F = 0
tal que B2 > 4AC, onde todos os coeficientes são reais, e onde mais de uma solução, definindo um par de pontos (x,y) na hipérbole, existe.
Paradoxo: Um paradoxo é uma declaração aparentemente verdadeira que leva a uma contradição...
tracking img