Manifestações Sociais

Manifestações Sociais

“O gigante acordou!”, essa frase têm sido o grito de guerra de manifestantes nessas últimas semanas no Brasil. Manifestações de revolta contra o governo, em busca de melhorescondições de vida, melhor educação, melhor saúde.
No mês de Junho, a população brasileira viu como “a gota d’agua” o fato de que o transporte público na cidade de São Paulo aumentou 0,20 centavos.Foi uma revolta, afinal, esses transportes são muito utilizados por pessoas de várias classes sociais. E juntamente com outros fatores de corrupção do governo, hospitais e escolas sem infraestrutura,altos impostos, entre outras coisas, fizeram com que a população se revoltasse. Um fator importante é sobre os eventos esportivos como a Copa do Mundo onde o governo está gastando grande quantia dedinheiro para realizá-los e a população reclama sobre que esse dinheiro poderia ser investido na educação e saúde.
Sabe-se que sempre em manifestações, a influência política e midiática estão semprepresentes. E claro, nesta manifestação não é diferente. No início das manifestações a mídia era contra e dizia que os manifestantes eram baderneiros, -afinal, é dificil, ou impossível controlar umagrande população revoltada na rua. - Mas agora a mídia apoia estes protestos, quando em maioria pacífico. Porém a maioria das informações e influências são dadas pela internet, e nela que se inicia toda amobilização social. Com ela, manifestantes expôem suas opiniões, e há vários pontos de vista expostos, o que é o contrário das mídias.
Esses protestos atuais têm caráter de esquerda política, porémé apartidário, claro que bandeiras políticas são erguidas durante as manifestações, e até mesmo alguns partidos devem sim tomar a frente de algumas delas, mas em si, o movimento está sendoapartidário.
Estes movimentos atuais no Brasil têm um grande diferencial, já que até então não estão sendo tanto influenciados pela mídia nem pela política, não é por completo, claro. Manifestantes já...
tracking img