Manejo de bovinos em confinamentos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4150 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Referência:
QUINTILIANO, M. H. E PARANHOS DA COSTA, M. J. R. (2007) [CD ROM]. Manejo
Racional de Bovinos de Corte em Confinamentos: Produtividade e Bem-estar Animal.
In: IV SINEBOV, 2006, Seropédica, RJ. Anais...

_________________________________________________
MANEJO RACIONAL DE BOVINOS DE CORTE EM
CONFINAMENTO: PRODUTIVIDADE E BEM
ESTAR ANIMAL.
Murilo Henrique Quintiliano1 e MateusJosé Rodrigues Paranhos da Costa1
1. Introdução
Uma boa definição de confinamento foi proposta por Cardoso (2000),
caracterizando confinamento como “... o sistema de criação de bovinos em que
lotes de animais são encerrados em piquetes ou currais com área restrita, e onde
os alimentos e água necessários são fornecidos em cochos.” Nesse e em outros
sistemas de produção a busca constante napecuária é aumentar a eficiência
produtiva e para tanto são desenvolvidas e aplicadas novas tecnologias, mas
também trabalha-se para a redução de custos e para o aumento da escala de
produção.
Em geral, na busca pela máxima produtividade, tem-se dado atenção
especial para as áreas de nutrição, melhoramento genético e reprodução,
esquecendo-se de aspectos essenciais que envolvem o comportamentoe a
fisiologia dos bovinos (Paranhos da Costa et. al, 2002). É o que geralmente ocorre
quando há intensificação do sistema produção, com os animais sendo tratados
como “máquinas de produzir carne” esquecendo-se que são seres vivos e que
respondem às condições do ambiente em que vivem de acordo com suas
características individuais e capacidade de se adequar aos mesmos.
Assim, o estudo docomportamento dos bovinos é uma ferramenta eficaz na
definição de estratégias adequadas de manejo, quer para oferecer os alimentos ou
os cuidados sanitários para manter os animais em boas condições, quer para a
definição do tamanho e composição dos lotes ou do espaço disponível para eles.
Um outro aspecto associado à compreensão do comportamento dos bovinos
é a questão de seu bem-estar. Oconceito de bem-estar animal está diretamente
associado às condições de qualidade de vida e tem uma relação direta com a
qualidade da carne (Paranhos da Costa, 2002). Assim, é algo que tem despertado
a atenção de técnicos e pecuaristas com vistas a atender uma demanda crescente
por produtos cárneos que respeitem os princípios de bem-estar animal e ofereçam
alta qualidade intrínseca e de segurançaalimentar. Há inclusive programas

ETCO - Grupo de Estudos e Pesquisas em Etologia e Ecologia Animal, Depto Zooetcnia,
Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, UNESP, 14884-900, Jaboticabal-SP.

específicos (como por exemplo o protocolo Eurepgap) que visam organizar as
propriedades com base em princípios de segurança alimentar, responsabilidade
ambiental e social e bem-estar animal,sinalizando a preocupação do mercado
consumidor com a maneira com que os bovinos são produzidos, transportados e
abatidos.
Neste artigo trataremos das estratégias de manejo e da adequação de
instalações de confinamentos de bovinos com vistas a melhorar o bem-estar das
pessoas e dos animais envolvidas no ambiente de produção, com reflexos
positivos nas respostas produtivas e na preservação doambiente.

2. Instalações
Instalações adequadas e conservadas são fundamentais para garantir que o
bem-estar de bovinos em confinamento será bom. Essas instalações devem
contemplar as seguintes estruturas: currais de confinamento, corredores e curral
de manejo, contemplando várias estruturas menores em cada um deles.
2.1. Currais do confinamento
Para definir o dimensionamento e arquiteturados currais do confinamento
deve-se ter em conta a topografia do terreno, o tipo de solo e o clima
predominante na região (em particular o regime de chuvas). Eleger terrenos com
boa topografia e boa drenagem para construir o confinamento é importante.
Bovinos não gostam de deitar em locais enlameados. Grande parte da ruminação
acontece com os animais deitados, quando se deitam menos há...
tracking img