Manaus

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 111 (27555 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Metasociologia Esotérica de Sebastião A.B. de Carvalho é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada. Permissões além do escopo dessa licença podem estar disponíveis em www.nitcult.com.br.

Introdução

Certamente foi a minha dupla formação de sociólogo e esotérico que determinou a vontade de criar algo que atendesse a essas duas grandemotivações pessoais, a sociologia e o esoterismo. Na verdade, nunca me conformei com o tratamento exclusivamente materialista que os colegas sociólogos dão à nossa ainda jovem ciência! Esse posicionamento dos estudiosos, não somente favorável às mensagens dos sentidos, mas ferozmente contrário a tudo que se refere a misticismo, constitui, a meu ver, um grande entrave ao progresso efetivo e amplo dasciências. Releva observar o paradoxo dessa atitude, que se evidencia quando lembramos que, hoje, a ciência exerce uma ditadura semelhante à imposta ao povo, no passado, pela Igreja. Antes, era ela que determinava o que se podia falar, escrever e até pensar... hoje, é a ciência que o faz, em nome de uma objetividade duvidosa e estiolante! Posições radicais não devem prevalecer, mas os seusargumentos podem trazer contribuições válidas, de modo que todo trabalho sério e bem concatenado deve ser aproveitado, considerado como acréscimo ao concerto geral do saber. Uma visão geral de algumas contribuições de estudiosos ao progresso da sociologia, mostra-nos quão importantes foram para seu estabelecimento como uma ciência completa. Isso foi feito dentro dos rígidos parâmetros do métodocientífico, e do total alheiamento em relação ao misticismo, considerado como estranho às ciências sociais. Reações aconteceram, todavia, no sentido de serem levadas em consideração algumas premissas antes totalmente ignoradas.

Luigi Sturzo, em seu livro Sociologia do Sobrenatural, afirma: “Uma sociologia do sobrenatural é um entendimento da sociedade humana que não abstrai de suas relações com Deus. Oestudante crente, da sociedade humana sabe que aquilo que ele vê é somente uma parte do mundo real, e por si mesma uma parte ininteligível.” Sturzo se opõe à sociologia fenomenológica “porque ela permanece no campo natural. Não leva em consideração que as pessoas coexistem com cada uma e com Deus, e que a iniciativa divina é uma força social. A sociedade não é um mero fato natural a serinterpretado sem referência à liberdade humana e à personalidade; é também sempre um fato moral, e como tal deve tender em direção ao sobrenatural ou ao subnatural; deve ser uma comunidade de homens que são fiéis a Deus ou a ídolos.” Na qualidade de padre católico, Sturzo permaneceu no âmbito da doutrina, valorizando as relações dos fiéis com a Igreja, mas ainda ignorando os fatos significantes descritospela Ciência Esotérica, que continuam a ser um tabu para os sociólogos em geral e também para o próprio Sturzo, mesmo com sua sociologia do sobrenatural! Nesta obra, pretendemos quebrar o tabu contra a Ciência Esotérica, mostrando que ela nos proporciona precioso material que utilizamos para conferir à nossa nova ciência, que denominamos de METASOCIOLOGIA ESOTÉRICA, o necessário status, comobjetivos e metodologia próprios. Aplicamos os princípios e métodos da nova ciência, na tentativa de reconstrução de algumas peculiaridades do misterioso Mundo Subterrâneo de Agartha, com sua famosa capital, a sagrada Shambala. Que esta iniciativa possa ser uma valiosa contribuição para resgatar a importância da Ciência Esotérica no âmbito das Ciências de um modo geral.

1.Sociologia e Metasociologia1.1. Alguns sociólogos que estabeleceram as bases científicas da Sociologia.
1.1.1. Augusto Comte
(Coletamos dados do Wikipedia)

Interessado em ciências naturais, e nas questões históricas e sociais, cedo, aos desesseis anos de idade (1814) ingressou Augusto Comte na Escola Politécnica de Paris. Serviu como secretário ao conde Henri de Saint Simon, expoente do socialismo utópico. Começou a...
tracking img