Mamografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1110 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Neoplasia mamária e suas complicações após os 40 anos de idade Enfatizando a conduta e o âmbito psicológico de mulheres portadoras da doença.









CURITIBA, 2012



1. Tema.
Neoplasia mamária e suas complicações após os 40 anos de idade, enfatizando a conduta e o âmbito psicológico de mulheres portadoras da doença.

2. Problema.
A neoplasia maligna da mama é o segundotipo de câncer que mais atinge as mulheres no Brasil, antecedido do câncer do colo do útero. Ao receber o diagnóstico o impacto causado pela idéia da perda da mama a mulher passa por uma série de alterações em seu cotidiano e nas relações interpessoais com a sociedade. O choque emocional se dá através da importância da mama na sexualidade e na maternidade. Além disso, os seios são o símbolo daidentidade feminina.
No estágio avançado da doença, geralmente é retirado um quadrante ou a mama inteira da paciente oncológica, e a idéia de mutilação implica no abalo dos aspectos emocionais, de auto-estima e valor próprio da mulher.

3. Hipótese.
As implicações psíquicas e o sofrimento causado pela enfermidade explicam grande parte das atitudes de mulheres vítimas do câncer e deixasubentendido a importância do tratamento e diagnóstico precoce, a influência e o grande valor que a família representa na vida e no cotidiano da portadora da doença. Levantar algumas dessas questões relacionadas ao cuidado-tratamento dessas mulheres será de grande valia em se tratando de que a mama além de ser uma referência de gênero, possui grande impacto estético, social e cultural para amulher.
A pesquisa é muito importante no sentido da compreensão do momento vivido por essas mulheres, em especial à imagem corporal, saúde e desconfortos físicos, trabalho e vida sexual. (http://www.psicologiananet.com.br/cancer-de-mama. 1665)

4. Objetivos.
Avaliar o impacto na qualidade de vida com ênfase no aspecto psicológico e comportamental de mulheres com câncer demama.
4.1 Objetivos específicos:
1) Esboçar os efeitos traumáticos, além da própria enfermidade.
2) Entender o que a iminência da perda de um órgão significa para um ser humano, para uma mulher com câncer mamário.
3) Analisar o tratamento em si, os possíveis prejuízos nas habilidades funcionais e vocacionais , para se aprofundar nas crenças e sentimentos sobre a doença e o tratamento doindivíduo.


5. Justificativa.
O câncer de mama é a primeira incidência entre as mulheres em termos mundiais que apresentam 12,5% de chances de desenvolver ao longo da vida, perdendo apenas para o câncer de pulmão no Brasil. Segundo a estimativa do INCA (Instituto Nacional do Câncer), para 2005 o número de casos de câncer de mama esperados para o Brasil em 2005 foi de 49.470 sendoaproximadamente 53 casos a cada 10 mil mulheres.
Portanto, uma série se preocupações tomam conta do pensamento de uma mulher quando é diagnosticado um tumor maligno em sua mama. O processo da doença e o tratamento são vividos pela paciente com muita angústia e sofrimento, o que torna a luta pela sobrevivência mais difícil devido a possibilidade da mutilação, o medo de ser estigmatizada pelasociedade e até mesmo da incerteza de aceitação em relações interpessoais.

6. Revisão de literatura.
“O câncer de mama tem origem genética, ocorre uma lesão herdada ou adquirida no DNA das células, em 5% dos casos a lesão no DNA acontece durante a vida da paciente e 10% depende de uma alteração genética já herdada ao nascer. Logo haveria uma proliferação descontrolada das célulasdependeria de outros fatores, ambientais ou endócrino-metabólicos”. ( Médica mastologista Dra. Deidimar Abreu, aureliaguilherme.com/boavida, 2011).
Segundo a mastologista Dra. Deidimar Abreu, pacientes com alto risco de câncer mama são as que tem históricos familiares diretos como mães e irmãs. Fatores como obesidade na pós- menopausa, menstruação antes dos 12 anos, menopausa após os 50 anos,...
tracking img