MALTHUS

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1140 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de abril de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
 A partir da explicação da teoria de população e renda de Malthus, demostre como era o mecanismo da teoria da renda para Ricardo.

Malthus afirma que a condição básica para um aumento na renda da terra é a de que a diferença entre o preço do alimento e o custo dos instrumentos de produção aumente. Malthus encara o aumento na renda da terra como estando vinculado diretamente ao aumento nariqueza de um pais.
Malthus compara a terra a um conjunto de máquinas heterogêneas diferindo em suas qualidades e capacidades produtivas que, contrariamente às máquinas da indústria manufatureira, não podem ser produzidas pelo homem, sendo, portanto, dádiva da natureza. As diferenças de qualidade e de capacidades produtivas dessas máquinas seriam a fonte de renda da terra, as quais a terra é umadádiva de Deus.

Malthus argumenta que a renda da terra emerge historicamente quando um país, ao aumentar a sua riqueza e população, gera escassez de terras férteis. Na medida em que terras menos férteis são incorporadas à produção, vai se formando um excedente sobre o custo de produção nas terras mais férteis, o qual assume a forma de renda da terra.

Para Ricardo o aumento da população a umritmo mais rápido que o capital, faria com que os salários se reduzissem e, consequentemente, haveria um aumento nos lucros. Da mesma forma, os lucros também aumentariam em decorrência de melhorias realizadas na agricultura ou nos implementos agrícolas. Malthus nesse ponto discorda de Ricardo, pois, segundo ele, o aumento no excedente, que se consubstancia em renda da terra, é causado ou por umaredução nos salários ou pela introdução do progresso técnico na agricultura. Para Ricardo, o comportamento da renda e o dos lucros modifica-se e durante o processo de crescimento econômico.

Ricardo tem dois objetivos distintos. Um deles, de natureza científica, é o da formulação de uma teoria consistente sobre a relação existente entre o preço do trigo e a taxa de lucro. O outro, de naturezapolítica, é de justificar, como medida de política econômica, a importação do trigo para a Inglaterra. Ricardo traz, assim, uma nova abordagem da teoria da renda da terra, na medida em que a apresenta juntamente com uma teoria sobre os lucros, bem como a tendência à queda da taxa de lucro no decorrer do processo de desenvolvimento do capitalismo. É importante ressaltar que, no exame da renda da terralevado a efeito por Ricardo, a preocupação maior é com o comportamento da taxa de lucro, sobretudo com as suas relações com o salário. A tese fundamental de Ricardo é de que a taxa de lucro da economia é determinada pela taxa de lucro agrícola e que o seu exame exige uma análise concomitante da renda fundiária.

Para Ricardo a formação da renda da terra é independente do processo de suaapropriação, ele concorda com Malthus sobre o direito dos proprietários da terra de apropriá-la. Sua discordância com Malthus é com respeito ao papel desempenhado pelos proprietários na sociedade. Assim, a oposição de Ricardo com os proprietários de terra deve ser vista em função da sua defesa dos interesses da classe capitalista e não como contestação da figura do grande proprietário fundiário.
Em Malthusa principal causa da renda é a alta qualidade da terra. Ricardo está respondendo implicitamente a Malthus quando ele discute a relação existente entre a riqueza de um país e a renda da terra. Ricardo afirma que a renda da terra é sempre o efeito de um aumento de riqueza e nunca a sua causa. Além disso, para Ricardo há uma relação inversa entre a riqueza e a renda.
Um aspecto importante quediferencia a Teoria da Renda de Malthus para de Ricardo esta no seguinte trecho “ o estado dessas terras, ou o seu grau de fertilidade, não pode regular a taxa de lucro" (Malthus, 1836, p.l82)”
Malthus discute a proposição ricardiana segundo a qual os interesses do proprietário rural são sempre opostos aos interesses das classes produtivas da sociedade. Obviamente, Malthus opõe-se a esta...
tracking img