Malthus

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2190 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
No século XVIII além do onipresente problema da pobreza, uma questão perturbadora atormentou a Inglaterra, saber quantos ingleses haviam no país. O aspecto que tornava a situção preocupante era que os inimigos naturais da Inglaterra aumentavam, enquanto a Inglaterra estava convencida de que sua população declinava. O primeiro recenseamento verdadeiro só seria feito em 1801. Até então oconhecimento dos britânicos a respeito da situação de seus recursos humanos dependia dos esforços de estatísticos amadores, com levantamentos feitos com base em registros de batismos e em lançamentos de pagamentos anuais dos dízimos ao Vaticano. O que de fato preocupava no problema da população não era se a Inglaterra estava ou não em perigo de enfraquecer como nação. A população encontrava-se em declínio?Então devia ser encorporada a aumentar. Era muito bom, o aumentoda população desde que todos concordassem que o crescimentopopulacional era uma fonte de riqueza nacional. (Heilbroner )
William Godwin olhava para o futuro e o que via era bom. Em 1793 publicou Political Justice, um livro censurava o presente, porém oferecia a promessa de um futurono qual não haveria guerra, crimes, doenças,angústia, melancolia nem ressentimento. A utopia de Godwin pregava completa igualdade e, portanto o completo comunismo anárquico. (Heilbroner )
Em vista do alto preço do livro, o conselho privado decidiu nã processar o autor e tornou-se a última moda discutir as audaciosas ideias do Sr. Godwin nos salões aristocráticos. Uma das casas nas quais esse debate teve lugar foi Albury houve, onde residia umvelho cavalheiro que foi descrito pelo Gentleman`s Magazine, por ocasião de seu falecimento em 1800, como um caráter excêntrico. Esse excêtrico era Daniel Malthus, amigo de David Hume e admirador de Rousseau, Daniel gostava de um diálogo intelectual e na maioria das vezes procurava como oponente seu talentoso filho Thomas Robert Malthus, mas o jovem Malthus não era tão otimista quanto o pai. Paraconvencer o pai escreveu suas objeções explicando –as e Daniel Malthus ficou tão impressionado com as ideias do filho a ponto de sugerir que a tese fosse publicada e apresentada ao público. (Heilbroner )
Em consequencia no ano de 1798, um tratado anônimo de cinquenta mil palavras surgiu em cena. Em poucas páginas o jovem Malthus buscou os tapetes dos complacentes pensadores da época. (Heilbroner)

Economistas como Smith, Ricardo e Stuart Mill, costumavam relacionar os problemas da economia apenas pelo lado da oferta, considerando a lei de say (teoria onde a oferta cria sua própria procura, e seguindo esse conceito quanto maior for a oferta, maior será a dimensão do mercado, ou seja a prosperidade de uma empresa dependerá diretamente da situação da outra empresa. (Souza, 1948)
Oscustos de produção quando permitem obter lucros, o crescimento não encontra limites, considerando que sempre que houvesse produção, haveria uma demanda a satisfazê-la, as inovações tecnológicas do lado da produção e a livre importação de produtos dos trabalhadores contribuíram diretamente para a redução do custo dos alimentos, ao mesmo tempo conter a elevação dos salários e viabilizar a acumulação docapital causando crescimento no produto. (Souza, 1999).
Os Marxistas populistas acreditavam na ideia de que as crises derivam da insuficiência de demanda, por isso surgem diversos economistas como Malthus, Keynes e Kalecki que colocavam a prova a teoria da lei de say. (Souza, 1948)
Thomas Robert Malthus (1766-1834) contemporâneo de Ricardo, foi responsável em 1798 por estabelecer a teoria dapopulação, que foi muito utilizada pelos economistas clássicos onde segundo o qual, a população cresce em progressão geométrica, já os meios de subsistência em progressão aritmética. O maior estímulo ao aumento populacional era construído pelo fato de haver maior disponibilidade de alimentos, contudo existiam outros estímulos ao crescimento demográfico, sendo eles: a possibilidade de importação...