Malharia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8697 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS / ARARANGUÁ

PROCESSO OPERACIONAL DE UM TEAR CIRCULAR E MANUTENÇÃO.

PROFESSOR: MAURELIO WITKOSKI.

HISTÓRIA DA MALHARIA

Remontando à origem do processo manual de tricotagem, a malharia é uma das atividades mais antigas do setor têxtil. Têm-se evidências que há 10.000 ou 12.000 anos, o homem provavelmente já produzia cestos.Outros historiadores afirmam que antes disso, o homem deve ter aprendido a entrançar galhos flexíveis, folhas e gramíneas, na produção de cordas e abrigos primitivos. Isto comprova a habilidade manual das pessoas daquela época. Supõe-se que a técnica da malharia manual tenha surgido há cerca de 1.000 anos a.C, sendo que inicialmente, não eram utilizadas agulhas, e sim tábuas e pinos. A peça de malhamais antiga que se tem notificação encontra-se no museu de Leicester, trata-se de uma meia de malhas que foi achada em Antinoe, no Egito, datando do século V d.C. A invenção e construção da 1º máquina capaz de trançar e laçar fios tem uma longa história. Sabe-se que o trançado de fios era uma técnica já usada pelos Egípcios, na antiguidade. Haviam pessoas especializadas no entrelaçamento de fios,ainda de maneira muito rústica; mas já era um ofício, um trabalho exercido com distinção. Em outros períodos da história humana as mulheres jovens ocupavam-se em trançar fios para os nobres; nas pirâmides do Egito foram encontradas malhas produzidas por essas operárias; os Faraós usavam esses tecidos como um privilégio e, por isso, queriam-nos nos seus túmulos para, com eles, agradar aos deuses.As primeiras malhas eram de fios trançados com a finalidade específica de serem, ou meias ou adornos de pescoço; Existiram equipamentos toscos, de ossos e de madeira, que auxiliavam no entrelaçamento das fibras utilizadas.

Esses equipamentos poderiam se assemelhar ao que conhecemos hoje como agulhas (de crochê e de tricô manual). Difundindo-se bastante entre os povos árabes, posteriormente, amalharia instituiu-se por volta do ano de 1488 na Grã-Bretanha, sendo Henrique VII o primeiro rei a fazer uso das meias de malha. No século XVI, foram produzidas as primeiras malhas de seda, que em 1561 impressionaram tanto a rainha Elizabeth I, que ela nunca mais fez uso de meias de tecido plano. E os ingleses logo incorporaram essa técnica como algo elegante, artístico. As malhas produzidas eramrealmente artísticas; tanto que foram adotadas pela aristocracia britânica em golas e adornos de pescoço. Assim, na Inglaterra, a atividade foi incorporada ao cotidiano das mulheres; vários equipamentos foram desenvolvidos para facilitar esse trabalho; as jovens senhoras e todas as adolescentes passavam dias e dias a trançar fios, produzindo principalmente meias grossas, rústicas, mas quepermitiam aos homens o trabalho árduo no campo, mesmo em épocas de muito frio. Uma dessas mulheres chamava-se Mary Panton; seu mais apaixonado fã não aceitava perder a atenção de sua amada para os compromissos dela com a produção de suas malhas. Para que ela pudesse ter mais tempo livre, imaginou um equipamento que fosse rápido o suficiente para que Mary pudesse cumprir seus compromissos na produção dasmalhas e ainda permitisse que pudessem passar o maior tempo possível junto. Dessa paixão surgiu um equipamento que permitia produzir uma fila inteira de malhas no mesmo tempo em que Mary produzia, manualmente, um único ponto. Este apaixonado inventor foi William Lee e essa primeira máquina de tecer ficou pronta em 1589. Era destinada a produzir malha para MEIAS, naturalmente. A notícia varreu aregião de Calverton, onde William Lee era curador da igreja de St. Willfreds. Os nobres da região, todos, desejavam ter uma máquina dessas. Ela revolucionou a história da produção de malhas entrelaçadas (tricô); num primeiro momento especialmente a produção de meias, na Inglaterra e em toda a Europa. A máquina trouxe muitas mudanças para a região, desenvolvimento, pessoas que migravam para evoluir...
tracking img