Maias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3945 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Personagens:
Carlos da Maia é o protagonista, segundo filho de Pedro e Mª Monforte. Após o suicídio do pai vai viver com o avô para Santa Olávia, sendo educado à inglesa pelo preceptor, o inglês Brown. Sairá de Santa Olávia para tirar Medicina em Coimbra. Descrito como um belo jovem da Renascença com olhos negros e líquidos próprios dos Maias, alto, bem feito, de ombros largos, com uma testa demármore sob os anéis dos cabelos pretos, barba muito fina, castanho escura, rente na face, aguçada no queixo e com um bonito bigode arqueado aos cantos da boca, era admirado pelas mulheres, elegante na sua toilette e nos carros que guia. Depois do curso acabado, viaja pela Europa. Regressando a Lisboa traz planos grandiosos de pesquisa e curas médicas, que abandona ao sucumbir à inactividade,pois, em Portugal, um aristocrata da sua estirpe não é suposto ser médico. Apesar do entusiasmo e das boas intenções fica sem qualquer ocupação e acaba por ser absorvido por uma vida social e amorosa que levará ao fracasso das suas capacidades e à perda das suas motivações. É um diletante que se interessa por imensas coisas, demonstrando um comportamento dispersivo. Carlos transforma-se numa vítimada hereditariedade (visível na sua beleza e no seu gosto exagerado pelo luxo, herdados da mãe e pela tendência para o sentimentalismo, herdada do pai) e do meio em que se insere, mesmo apesar da sua educação à inglesa e da sua cultura, que o tornam superior ao contexto sociocultural português. Será absorvido pela inércia do país, assumirá o culto da imagem, numa atitude de dândi. A suasuperioridade e distância em relação ao meio lisboeta é traduzida pela ironia e pela condescendência. O dandismo revela-se em Carlos num narcisismo que se alia ao gosto exagerado pelo luxo e também na auto-marginalização voluntária em relação à sociedade, motivada pelo cepticismo e pela consciência do absurdo e do vazio que governa o mundo daqueles que o rodeiam. A sua verdadeira paixão nascerá em relação aMª Eduarda, que compara a uma deusa e jamais esquecerá. Por ela dispõe-se a renunciar a preconceitos e a colocar o amor no primeiro plano. Ao saber da verdadeira identidade de Mª Eduarda consumará o incesto voluntariamente por não ser capaz de resistir à intensa atracção que Mª Eduarda exerce sobre ele. Acaba por assumir que falhou na vida, tal como Ega, pois a ociosidade dos portugueses acabariapor contagiá-lo, levando-o a viver para a satisfação do prazer dos sentidos e a renunciar ao trabalho e às ideias pragmáticas que o dominavam quando chegou a Lisboa, vindo do estrangeiro. Simboliza a incapacidade de regeneração do país a que se propusera a própria Geração de 70. Não teme o esforço físico, é corajoso e frontal, amigo do seu amigo, parece incapaz de fazer uma canalhice. É umapersonagem modelada.
Mª Eduarda: é apresentada como uma deusa. Dizendo-se viúva de Mac Green, sabia apenas que a sua mãe abandonara Lisboa, levando-a consigo para Viena. Tivera uma filha de Mac Green, Rosa. À sua perfeição física alia-se a faceta moral e social que tanto deslumbram Carlos. A sua dignidade, a sensatez, o equilíbrio e a santidade são características fundamentais da sua personagem, àsquais se juntam uma forte consciência moral e social aliadas a uma ideologia progressista e pragmática, fazendo ressaltar a sua dualidade aristocrática e burguesa. Salienta-se ainda a sua faceta humanitária e a compaixão pelos socialmente desfavorecidos. A súbita revelação da verdadeira identidade de Mª Eduarda, vai provocar em Carlos estupefacção e compaixão, posteriormente o incesto consciente, edepois deste, a repugnância. A separação é a única solução para esta situação caótica a que se junta a morte de Afonso, consumando as predições de Vilaça. A sua apresentação cumpre os modelos realista e naturalista, é o exemplo de que o indivíduo é um produto do meio, pelo que coincidem no seu carácter e no espaço físico que ela ocupa duas vertentes distintas da sua educação: a dimensão culta e...
tracking img