Madeira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1385 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A Wisewood Soluções Ecológicas, fabricante de madeira plástica, está ampliando sua atuação no mercado de construção civil com um investimento de R$ 12 milhões na ampliação do parque fabril até 2011 e também na compra de duas novas máquinas para produção da nova linha de produtos.
|
O reforço será positivo para a área de Construção Civil, pois abastecerá o mercado brasileiro com 150 toneladasmensais de tábuas feitas em polipropileno (PP), pisos, painéis, estacas, tapumes e afins em madeira plástica.

A base da madeira Wisewood é qualquer tipo de plástico reciclável, ao qual se pode agregar até 40% de fibras vegetais como serragem, fibra de coco, bagaço de cana, bambu, borra de café, sisal, juta, sabugo de milho, casca de arroz, raspas de couro, algodão, folhas, e mais umainfinidade de outros resíduos.

"Vamos começar a fabricar também produtos feitos a partir das aparas de fraldas descartáveis. A projeção é de que cresçamos em 100% graças ao ingresso neste nicho de mercado", diz Rogério Igel.

A madeira plástica Wisewood pode ser serrada, cortada, pintada, pregada, resistente aos ambientes hostis como locais úmidos ou com excessiva exposição ao sol. Também não soltafarpas e é totalmente imune a cupins.

Cerca de mil toneladas mensais de resíduos plásticos recicláveis servem como insumo para a fabricação dos diversos produtos da Wisewood. Segundo o Igel, a demanda por pallets de plástico subiu 50% em 2010. O motivo da procura se deve à proibição do uso de pallets de madeira ‘natural’ em caminhões frigoríficos.

"Empresas de transporte frigorífico queutilizam pallets de madeira do corte de árvores correm o risco de perder a mercadoria por conta de possíveis contaminações. O que não ocorre com os pallets plásticos", explica.

Desde 2008, a Wisewood se tornou uma das primeiras corporações brasileiras a produzir a madeira plástica: milhares de embalagens de xampus, desodorantes, detergentes e outros produtos de limpeza e higiene, depois dereciclados, formam estruturas que podem, como já mostram algumas utilizações, substituir a madeira, principalmente, como dormentes em ferrovias. A ideia de dar um novo destino ao plástico veio da indignação do próprio fundador da empresa, Rogério Igel. Em 2007, depois de já ter se aposentado e estar aproveitando a vida navegando pelo oceano, uma de suas paixões, ele decidiu reassumir parte de seusnegócios para aproveitar uma área de quase 7 mil metros construídos.

Na época, esse espaço era pouco utilizado devido a mudanças ocorridas numa outra empresa da qual também era acionista e que se destinava a evitar vazamentos de petróleo no mar. Foi então que conheceu pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em busca de saídas para a utilização do plástico. As primeiras peçasproduzidas pelo sistema saíram em agosto de 2008, depois de uma série de testes. E, apesar de parecer estranho, a madeira plástica se mostrou adequada como uma alternativa para um sinônimo de resistência e força: os dormentes de ferrovias, pelas quais passam vagões carregados com toneladas.

Atualmente, a Wisewood já produz cerca de 2,1 mil dessas peças por mês, encaminhadas para a manutenção deestradas de ferro em São Paulo e em Minas Gerais. Até abril de 2011, a expectativa é de chegar aos 17 mil a cada 30 dias. O processo de produção da madeira alternativa não é difícil de ser compreendido: todos os meses chegam à empresa, vindos de sucateiros, 500 toneladas de plásticos. Tudo é triturado em máquinas, depois passa por um processo de retirada da umidade e é então misturado à fibra devidro, também oriunda de empresas que encaminhariam os restos do processo de produção do vidro nos lixões. Concluídas essas etapas, é aquecido e prensado no formato de dormentes, exatamente do mesmo tamanho dos produzidos com madeira para que possa haver substituições sem causar desnível.

A cada uma hora e meia, cerca de 350 quilos de plástico podem dar origem a três dormentes na Wisewood e, a...
tracking img