Macroeconomina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1837 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Parte I

1. Suponha um país cuja economia apresente crescimento anual negativo de 2% (recessão), inflação de 1,5%, taxa de desemprego de 23% e nível médio de capacidade ociosa de 35% (ou seja, o país só utiliza 65% de sua capacidade de produção de bens e serviços). Além disso, os 10% mais ricos possuem 45% da renda nacional.

Discuta como as políticas fiscal e monetária poderiam serutilizadas para melhorar as condições gerais dessa economia.

R. A política fiscal refere-se a todos os instrumentos de que o governo dispõe para arrecadação de tributos e controle de suas despesas. Assim, é por meio da política fiscal que se manipula a estrutura e alíquotas de impostos e que se estimula ou inibe os gastos do setor privado em consumo e investimento.

No presentecaso, podemos nos valer da política fiscal para aumentar o emprego elevando demanda agregada. E mais, visando melhorar a distribuição de renda, instituir impostos progressivos e elevar gastos do governo em regiões e setores mais atrasados e ou necessitados.

Já a política monetária, em seu turno, refere-se à atuação do governo sobre a quantidade de moeda, de crédito e das taxas de juros. Nocaso em tela, para controlar a inflação, a medida de política monetária seria diminuir (enxugar) o estoque monetário da Economia (como por exemplo, aumentando a taxa de reserva compulsória, ou venda de títulos públicos no open market).

No entanto, pois, buscando o crescimento econômico, o caminho seria o inverso: aumentar o estoque monetário da Economia, abaixando a taxa de reservacompulsória e comprando títulos públicos no open market. Como o crescimento no exemplo é negativo (- 2%) e a inflação é baixa (1,5%), vale a pena estimular o crescimento econômico ao custo de uma inflação um pouco maior.





Parte II

Questões de Revisão

1. Conceitue e aponte as principais diferenças entre os enfoques da Macroeconomia e da Microeconomia.

R. A Macroeconomia é oramo da teoria econômica que trata da evolução da economia como um todo, analisando a determinação e o comportamento dos grandes agregados, como renda e produto nacionais, investimento, poupança e consumo agregados, nível geral de preços, emprego e desemprego, estoque de moeda e taxas de juros, balanço de pagamentos e taxa de câmbio.

Já a Microeconomia, ou Teoria de Preços, por sua vez, é aparte da teoria econômica que estuda o comportamento das famílias e das empresas e os mercados nos quais operam. Desse modo, preocupa-se mais com a análise parcial, com as unidades (consumidores, firmas, mercados específicos). No entanto vale ressaltar que a Microeconomia não tem seu foco específico na empresa (não deve ser confundida com Administração de Empresas), mas no mercado no qual asempresas e consumidores interagem, analisando os fatores econômicos que terminam tanto o comportamento do consumidor quanto o comportamento da empresa.

Em relação à diferença de enfoques entre a Macroeconomia e a Microeconomia, podemos dizer que ao estudar a determinação de preços numa única indústria, na Microeconomia consideram-se constantes os preços das outras indústrias (a hipótese de“coeteris paribus”). Na Macroeconomia, estuda-se o nível geral de preços, ignorando-se as mudanças de preços relativos de bens das diferentes indústrias.



2. Sintetize os objetivos de política econômica.

R. São os objetivos de política macroeconômica: (i) alto nível de emprego; (ii) estabilidade de preços; (iii) distribuição de renda socialmente justa e (iv) crescimento econômico.Sintetizando cada um dos objetivos temos: (i) alto nível de emprego: dá-se sua necessidade a partir da crise dos anos 1930 nos Estados Unidos da América especial e notadamente após a publicação de trabalho do economista inglês John Maynard Keynes intitulado “A teoria geral do emprego, do juro e da moeda” (1936). (ii) estabilidade de preços: objetiva-se a estabilidade de preços para se...
tracking img