Lucro presumido: uma opcão para micro e pequenas empresas

Sumario

1 Introdução2
2 lucro presumido e as empresas de pequeno porte3
3 Metodologia7
3.1 Tipo de pesquisa7
3.2 Universo e amostra7
3.3 Coleta de dados8
4 Apresentação e discussão dos resultados8
5 Conclusão10
Referencias11
*

LUCRO PRESUMIDO: Uma opção para médias e pequenas empresas

Wesley Reis MochelOrientador: Andreia Mendonca


RESUMO
O presente estudo faz uma discussão sobre a escolha do lucro presumido por pequenas e medias empresas. Levando em conta um planejamento tributário, respeitando as possibilidades e proibições previstas em lei,de forma a esclarecer se e viável para estas organizações escolheremoutro regime que não seja o simples nacional.Esta pesquisa busca demonstrar se é vantajoso para pequenas e micro empresas realizarem adesão ao regime tributário do lucro presumido.

Palavras-chave: Planejamento tributário. Lucro presumido. Simples nacional. Regimes tributários.Empresas de pequeno porte. Micro empresas.

1 INTRODUÇÃO

O Brasil e um país que possui uma grande quantidadede pequenas empresas e empresas de pequeno porte, para estas empresas existem peculiaridades no que refere a tributação. As organizações devem decidir qual a melhor forma de coletagem de seus impostos para que possa diminuir os custos.
Ao analisar deve- se expor os sistemas tributários do país, sendo estes quatro, lucro real, lucro arbitrário, lucro presumido e simples nacional. Cada um destespossui suas exigências para que a entidade possa aderir a qualquer um destes.
Escolher o sistema correto significa optar por aquele no qual a organização ira estar mais bem adaptada. Desta forma poderá os custos com tributação, visando resultados mais favoráveis ao fim do exercício.
A administração e a contabilidade devem trabalhar juntas, realizando sempre uma troca de informações que dêem ummelhor entendimento e esclareça quais os caminhos a seguir. O profissional contábil deve funcionar como um assessor que auxilia o administrador através de demonstrações e mostre qual regime implica em menos gastos, dando aos gestores entendimento para que não façam escolhas sem ter uma direção.
O objetivo da entidade privada e o lucro, e ao diminuir os gastos com tributação, podem aumentar oinvestimento em diversos setores. Podendo compreender desta forma a importância de possuir o conhecimento sobre qual sistema aderir, tendo em mente a importância da decisão. Desta forma e necessário ter conhecimento dos regimes disponibilizados para as empresa de pequeno porte e micro empresas.
Sistema mais procurado por estas empresas e o simples nacional, onde todos os tributos são recolhidos em umaúnica guia de recolhimento, a DAS (Documento de arrecadação do simples). Neste regime os impostos municipais, estaduais e federais são recolhidos de uma única vez em um único documento.
A outra opção para este tipo de organização e o lucro presumido, onde os impostos são recolhidos separadamente. Cada tributo possui se próprio documento de arrecadação e data para pagamento.

2 O lucropresumido e as microempresas e empresas de pequeno porte
Existem restrições que impedem algumas empresas de optarem pelo simples nacional. Algumas entidades não estão aptas para optarem pelo simples restando para estas a opção pelo lucro presumido. Logo pode – se compreender que para algumas empresas tem a opção o lucro presumido como opção. Existem atividades que não podem optar pelo simples nacional:ART. 17
Parágrafo 1º - As vedações relativas a exercício das atividades previstas no caput não se
aplica as pessoas jurídicas que se dediquem exclusivamente as atividades seguintes, ou a
exerçam em conjunto com outras atividades que não tenham sido objeto de vedação no
caput:
I – creche, pré-escola e estabelecimento de...
tracking img