Lucas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3792 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ESCOLA ESTADUAL DOM PEDRO II























TEORIAS DA EVOLUÇÃO: UNIDADE EVOLUTIVA, ADAPTAÇÃO E ESPECIAÇÃO





















IRACEMA-RR
ABRIL-2012
DUCICLEIA SILVA
ELIENE SILVA
LUCAS BARROZO
LUCIANE CONCEIÇÃO
RAIANE ROCHA









TRABALHO DE BIOLOGIATrabalho apresentado à
disciplina de biologia
do colégio Dom Pedro II
paraobtenção de nota
do primeiro bimestre.





Profª. Ingrid Pinheiro




















IRACEMA-RR
ABRIL-2012
INTRODUÇÃO


Este trabalho tem como principal objetivo explicar detalhadamente o que é a unidade evolutiva, os princípios de Hardy-Weinberg, os fatoresevolutivos, seleção artificial, adaptação e especiação. Para aprimorar os conhecimentos de todos diante desses assuntos.











































Unidade Evolutiva


O processo evolutivo é atualmente interpretado em termos de genética de populações. As populações são a unidade evolutiva, considerando que existe evolução sempre que afrequência de genes na dita população se altere significativamente.
No entanto, do ponto de vista ecológico, uma população corresponde apenas a um conjunto de indivíduos que ocupa uma dada área geográfica num dado momento. Este tipo de definição facilmente se deduz que não pode servir como unidade evolutiva pois não implica que os seres se reproduzam, condição fundamental para a mudançagenética.
Por esse motivo, à unidade evolutiva convencionou-se chamar população mendeliana, ou seja, uma comunidade de indivíduos entrecruzáveis, que compartilham determinado fundo genético. É formada, portanto, por indivíduos relacionados por acasalamento, descendência ou ascendência.
Os genes que constituem o fundo genético – conjunto de todos os genes presentes numa população num dadomomento - são transmitidos de geração em geração, ao acaso e em novas combinações de alelos. Conclui-se facilmente que é do fundo genético dos progenitores que deriva, ao acaso, o fundo genético dos descendentes. Quanto maior o número de genes que constituem o fundo genético da população, maior a probabilidade de existir variação na geração seguinte.
A determinação das frequências génicas deuma população em gerações sucessivas indica se existe, ou não, manutenção do fundo genético se está a actuar factores de evolução.

O princípio de Hardy-Weinberg

Em 1908 o matemático inglês Godfrey H. Hardy (1877 – 1947) e o médico alemão Wilhem Weinberg concluíram que, se nenhum fator evolutivo atuasse sobre uma população que satisfizesse certas condições, as frequências de seusalelos permaneceriam inalteradas ao longo das gerações. Esse princípio ficou conhecido como lei ou teorema de Hardy-Weinberg ou princípio do equilíbrio gênico.

Condições para o equilíbrio de Hardy-Weinberg

As condições necessárias para que uma população se mantenha em equilíbrio gênico, segundo Hardy e Weinberg, são as seguintes:
A população deve ser muito grande(teoricamente, quanto maior, melhor), de modo que possam ocorrer todos os tipos de cruzamento possíveis, de acordo com as leis de probabilidades.
A população deve ser panmítica (do grego pan, todos, e do latim miscere, misturar), isto é os cruzamentos entre indivíduos de diferentes genótipos devem ocorrer ao acaso, sem qualquer preferência.
Uma população que possua essas características, e na qual...
tracking img