Loucura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (849 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Loucura / Doença Mental

Nos tempos antigos a loucura não era valorizada como uma doença mental, pois tratavam as pessoas com esse problema como uma qualquer.
No livro Alienista vimos um grandeexemplo, que o responsável por dirigir um hospício( Casa verde) era como base para estudos sobre os diferentes tipos de loucos, o tal Alienista por achar que sabe tudo sobre os loucos acaba confundindomuitas pessoas internando pessoas normais com as tem o problema mental, depois de muita confusão Simão chega a conclusão de que a maioria de seus pacientes era caso de repensar pois não terião queestar internados, porque era pessoas normais, no fim Simão acaba percebendo que o louco de toda a história era ele , e acabou se internando no casarão da casa verde, onde morreu dezessete meses depois.Podemos ver que não é tão simples definir e muito menos compreender a loucura, processo que vem sendo feito desde os primórdios da civilização, época em que os “loucos” já sofriam preconceitos. Desdeentão, a doença mental vem sofrendo influências de opiniões religiosas, mágicas, psicológicas, racionais, médicas, dentre outras, todas tentando encontrar uma definição para aquilo que se chamavaloucura. No século XVIII, Pinel trouxe um novo entendimento sobre a loucura, que passou a ser considerada uma doença e, consequentemente, objeto de estudo da medicina (SPADINI  e SOUZA, 2006).
Já queloucura passou a ser doença, precisava-se então de um hospital para tratá-la. Este surgiu no século XVII para o internamento de loucos e outros excluídos, como os mendigos da época, embora ainda semcaráter médico, mas que já contribuía como forma de isolamento e segregação social. Nesta fase, a loucura passava a ser reconhecida pela sociedade como incapacidade para o trabalho e impossibilidade de seintegrar a um grupo. O paciente era visto de forma objetiva, de forma a se valorizar seu conjunto de sintomas, com pouca ou nenhuma consideração em relação à existência do sujeito. Não se...
tracking img