Lol e lol

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2834 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de dezembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
CADERNO DE EXERCÍCIOS SOBRE ARGUMENTOS E FALÁCIAS INFORMAIS

A. Exercícios sobre argumentos informais.

Exemplo 1

Identifique e avalie criticamente o seguinte argumento. Justifique a sua resposta.

Todos os corvos observados até hoje são pretos.
Logo, todos os corvos são pretos.

Resposta: É um argumento indutivo por generalização pois a conclusão que se extrai acerca dos corvos emgeral foi estabelecida a partir da observação de uma amostra do universo dos corvos. É um argumento forte, pois a amostra é suficientemente ampla (todos os corvos observados até hoje), também representativa e não omite qualquer informação relevante.

Exemplo 2

Considere o seguinte texto e a formalização do argumento que se lhe segue:

Uma equipa de futebol do clube SCWY tinha 30 jogadores aoseu serviço. No início do ano desportivo, o departamento médico decidiu fazer um controlo antidoping a uma amostra de 20 jogadores. Um desses jogadores acusou o uso de substâncias dopantes. Perante o caso de 19 jogadores em 20 não acusarem doping, o departamento médico do clube considerou não haver problemas de doping na equipa de futebol. Formalizemos.

Dezanove jogadores controlados nãoacusaram o uso de substâncias dopantes.
Logo, não há uso de doping no clube SCWY

Identifique e avalie criticamente o seguinte argumento. Justifique a sua resposta.

Resposta: É um argumento indutivo por generalização pois a conclusão que se extrai sobre o uso do doping no clube SCWY foi estabelecida a partir da observação de uma amostra do universo dos jogadores desse clube. O argumento omiteinformação relevante e não respeita o princípio de informação total. Omite que, na amostra de 20 jogadores, um estava dopado. Basta um contra-exemplo para não se poder fazer a generalização que é feita: não há uso de doping no clube SCWY.

Nota 1: As estratégias de resposta aplicam-se a todos os tipos de argumentos não dedutivos estudados (indutivos por generalização, previsões, argumentos poranalogia e argumentos de autoridade.

Nota 2: Chama-se a atenção que não basta dizer se o argumento é forte ou fraco, nem dizer apenas as regras violadas. É preciso que na resposta esteja expressa a referência ao argumento concreto que está a ser avaliado. Tudo deve estar expressamente justificado.

Exercícios para resolver

1. Identifique e avalie criticamente o argumento presente no textomais abaixo. Justifique a sua resposta.

Em Sevilha, desde que há registos meteorológicos, não chove no Verão. Nas próximas férias de Verão, passarei uma semana em Sevilha. Não vale a pena levar guarda-chuva, pois não choverá.

Solução: Estamos perante uma previsão, pois a premissa diz respeito a casos passados e a conclusão, não choverá no próximo Verão, refere-se a um caso futuro a ocorrer.Estamos perante um argumento forte, pois a amostra, os registos meteorológicos existentes, é suficientemente ampla e relevante. Também não se omite nenhuma informação existente.

2. Identifique e avalie criticamente o seguinte argumento:

Construí a minha própria casa sem nenhum problema, assim também posso construir qualquer outra casa sem problema.

Solução: [Nota: este exercício,propositadamente, é complexo, pois não dá muita informação sobre aquilo que pode ter influência na avaliação do argumento. Um aluno, neste caso, deveria usar o seu pensamento e responder de forma a preencher as lacunas de informação] Estamos perante um argumento por analogia, pois está subjacente ao argumento a ideia de que construir novas casas coloca problemas idênticos à casa própria construída. Não épossível avaliar completamente a força do argumento pois falta informação. Imagine-se, porém, que uma casa que pode ser construída por uma pessoa apenas pode ser simples e sem grande complexidade. O argumento seria, nesse caso, fraco, pois a amostra seria insuficiente, devido à existência de muitos tipos de casas e de complexidades diferentes, o número de semelhanças também seria insuficiente para...