Logistico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3877 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE















RESUMO – “CRESCE O VALOR EXPORTADO POR MICRO E PEQUENAS EMPRESAS”
















PROF. RODRIGO
ALUNO: DIEGO HENRIQUE DE MORAIS












CURITIBA – 2012


Resumo


O mercado estrangeiro para MPE´s, como poucos sabem, é muito atrativo e rentável para a maioria das mpe´s. Com isençãode impostos em alguns determinados produtos, por incrível que pareça, é mais rentável exportar o produto “final” do que comercializar e vende-lo no próprio pais. Poucos empresários de pequenas e médias empresas conhecem ou pensam em utilizar essa prática bastante utilizada em outros países, como a Itália, que possui 50% dos produtos fabricados, exportados. Com essa medida de exportação, a pequenaou média empresa, além de prestigiar seu produto fora, ele terá mais prestigio e o nível competitivo aumentará nacionalmente, assim aumentando relativamente os lucros.


Vendo a necessidade de produtos e consumos na África e na Ásia, mpe´s se mobilizam para comercializar seus produtos em novos pólos, tal como o da Ásia. Vendo a necessidade e a crescente populacional de seus países econseqüentemente a falta de desenvolvimento e poucas fabricas, essas empresas comercializam seus produtos com pouca concorrência.


Apesar de toda essa boa fase de exportação, números crescendo de vendas internacionais, há pesquisas indicando a diminuição do números de mpe´s existentes, numa queda2,7% a.a.






















Diego Henrique de Morais
6° PeríodoProcesso de integração socioeconômico entre varias sociedades


VANTAGENS

1) Permite usufruir do produto mais barato e serviço mais eficiente de cada pais.
2) Garante a maior troca de informações com o mundo.
3) Aumenta o fluxo do comercio que naturalmente gera mais riqueza
4) Tende a dificultar a vida dos regimes autoritários
5) Países poucos desenvolvidos podendousufruir também de novas tecnologias



DESVANTAGENS


1) Cria mais desigualdade, muito embora tenda a melhorar o padrão de todos
2) Não funciona bem para países que não são bem estruturados
3) Invade as culturas sem respeitá-las
4) Tem sido muito americanizada e com vendas da China.















Indicadores de Desempenho em Logística*

Marco AntonioOliveira Neves, diretor-presidente da Tigerlog Consultoria e Treinamento em Logística Ltda

Nos anos 50, Edwards Deming e Juran Joseph, em conjunto com executivos japoneses como Genichi Taguchi introduzem a moderna abordagem em qualidade, inovação e empowerment, bem como conceitos relacionados a feedback e gestão baseada em indicadores da performance. Começaria aí uma grande revolução nas empresas, quese tornaria visível a partir dos anos 80 no Brasil, com a popularização da visão da cultura da Qualidade Total.

Desde então o conceito tem sido aprimorado por diversas empresas, em diferentes áreas. Na Logística, dada a sua importância como atividade empresarial, a medição de indicadores tem encontrado enorme aplicação entre usuários de diversos níveis, desde os auxiliares operacionais econferentes, passando pelos auxiliares administrativos e supervisores, chegando aos gerentes e diretores.

Diversas questões complexas envolvem o uso de indicadores de desempenho, que esperamos elucidar com o artigo abaixo.
Conceitos Básicos sobre Indicadores de Desempenho

Indicadores de desempenho são métricas quantitativas que refletem a performance de uma organização na realização de seusobjetivos e estratégias.

Podem ser chamados de KPIs (Key Performance Indicators) ou Indicadores-Chave de Desempenho, Indicadores de Performance, Métricas de Desempenho, Medidas de Performance, etc.

Somente o que é medido pode ser gerenciado; por outro lado, aquilo que não é medido, merece pouca ou nenhuma atenção.

Indicadores de desempenho permitem medir o desempenho de uma empresa e...
tracking img