Logistica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 36 (8914 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
3
Logística da soja
Neste capítulo são dadas algumas definições da logística. É abordada também, a
logística da soja brasileira no que se refere à infra-estrutura de transporte e de
armazenamento. Finalmente, se apresenta a logística dos Estados de Tocantins,
Maranhão e Piauí.
3.1
Definindo a logística
O marco histórico nos conceitos da geopolítica e da logística reside naevolução tecnológica observada na microeletrônica e na comunicação, que
revolucionou também essas disciplinas, nelas introduzindo uma nova
racionalidade. Essa revolução gerou uma nova forma de produção baseada na
informação e no conhecimento, que envolve a organização social e política
mediante o controle de redes técnicas e fluxos (Castells, 2000 apud Becker,
2004).
A nova racionalidadeintroduzida na inovação tecnológica contínua é a
velocidade. Segundo Virílio (1993), a velocidade é a essência da tecnologia e a
logística é a nova fase de inteligência militar inerente à velocidade; logística
entendida como preparação contínua dos meios para a competição que se expressa
num fluxograma de um sistema de vetores de produção, transporte e execução de
informações. A partir darevolução da Ciência e Tecnologia, o que conta é a
seleção de veículos e vetores para garantir o movimento perene, envolvendo o
controle do tempo presente e futuro e a seleção de lugares a ela subordinada
(Becker, 1988, 1991; Virílio, 1993).
A logística é entendida, também, como o planejamento e a operação dos
sistemas físicos, informacionais e gerenciais, necessários para que insumos eprodutos possam vencer condicionantes espaciais e temporais de forma
econômica (Daskin, 1985 apud Novaes, 1989).
O Council of Supply Chain Management Professionals anteriormente
denominado Council of Logistics Management (2005), define a logística como a 46
parte do processo da cadeia de suprimentos que planeja, implementa e controla, de
forma eficiente e eficaz, a expedição, o fluxoreverso e a armazenagem de bens e
serviços, assim como do fluxo de informações relacionadas, entre o ponto de
origem e o ponto de consumo, com o propósito de atender às necessidades dos
clientes.
De acordo com Becker (2004), a nova racionalidade, a logística, tende a se
difundir pela sociedade e pelo espaço agrícola, em termos operacionais. Ela
avança rapidamente no setor produtivo privadopor meio da formação de sistemas
logísticos, espaços temporais viabilizados por redes técnicas e políticas, e
alimentados pela informação. O setor público, dada a sua estrutura pesada, e a
sociedade carente de meios econômicos e de informação, têm muito mais
dificuldade em operar a logística.
Na indústria e na agroindústria, a logística foi incorporada à geopolítica e
visa maximizar ovalor econômico dos produtos e materiais, tornando-os
disponíveis a um preço razoável, onde e quando houver procura. Em outras
palavras, a utilização do tempo e do espaço é otimizada. Magee (1997) e
Alvarenga e Novaes (2000) classificam os elementos do sistema logístico da
seguinte forma:
• Estoque de produtos, elementos reguladores entre transporte,
fabricação e processamento;
•Aquisição e controle de matéria-prima;
• Meios de transporte e de entrega local, envolvendo todas as etapas do
transporte e essenciais quanto ao custo, a velocidade e a segurança;
• Capacidade de produção e conversão para enfrentar as flutuações da
demanda;
• Armazenamento nas fábricas, locais e regionais;
• Comunicação e controle, fundamentos da administração do sistema,
em que sebaseiam a tomada de decisões;
• Capacitação dos recursos humanos.
Com respeito à execução das tarefas logísticas, Ballou (1993, 2001) e
Ching (1999) as classificam em duas categorias: primárias e secundárias. As 47
primárias são aquelas sem as quais a logística não acontece; são as que
contribuem com a maior parcela do custo total logístico. Essas atividades são:
• Transporte: é a...
tracking img