Logistica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4866 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA – Unb

Faculdade de Estudos Sociais Aplicados – FA
Departamento de Administração

Curso: MBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS
Disciplina: LOGÍSTICA
Professor: ASPER
Grupo: 1

As Informações e o Ciclo de Pedidos

Brasília – DF
Junho-2003

COMPONENTES:
► ROMILSON BARBOSA DE LIMA
► JULIANA CRISTINA NETTO DE SOUZA
► LORELAI ARAÚJO DE CAMPOS
► TONY ALVES PINTO
►ANDERSON LUIZ RIZZI
► HERNANI GOMES DA SILVA
► LUSIANE ROSSATO
► ROBERTO DANTAS
► ALISSON ANTÔNIO DA SILVA
► ELAINE CRISTINA A. SOUTO
► ODEMIR DONIZETE DE ARAÚJO FILHO

2

SUMÁRIO.
INTRODUÇÃO, 3;
1.0 – CADEIA LOGÍSTICA, 4;
1.1 – EVOLUÇÃO DAS FERRAMENTAS DE LOGÍSTICA, 5;
1.1.2 – SOLUÇÕES APLICADAS NO MERCADO, 7;
1.1.3 - DADOS ESTATÍSTICOS DE COLABORAÇÃO, 10;
2.0 – CICLO DE PEDIDOS, 14;2.1 - FLUXO DO PROCESSO DE PEDIDO, 16;
CONCLUSÃO, 21;
BIBLIOGRAFIAS, 23.

3

INTRODUÇÃO.
Logística é o exercício de coordenação para gerar disponibilidades.
O grande segredo da logística não está em transporte, armazenagem e
distribuição dos produtos. O grande segredo está no fluxo de informação, na
percepção do tempo e no nível de exigência dos clientes que passam a correr
num ritmomuito mais acelerado, demandando recursos tecnológicos para as
organizações e cuidados redobrados com a coordenação dos processos.
A aceleração do fluxo de informações é fundamental, cuja conseqüência
imediata é a necessidade de rastrear as entregas, identificar a existência do item
ou acionar o fornecedor para nova entrega. Em suma, tudo deve estar
disponibilizado com a freqüência desejadapelo cliente, envolvendo a existência do
item no estoque (quando for o caso), consulta do operador logístico e fornecedor,
itens de maior e menor demanda, prazo de entrega do fornecedor, prazo de
entrega para o cliente, os principais meios de transporte e seus respectivos
custos, e algumas informações básicas do produto.
Assim, os pontos supra, abordados, ganham espaço e importância. Istonada mais é, que uma otimização do Supply Chain. Esta questão é verificada na
prática à medida que representantes da indústria, varejo, prestadores de serviço,
clientes e fornecedores, têm dificuldade em manter a troca de informações sempre
constantes e seguras. Isto pressupõe que qualquer um é capaz de estabelecer o
fluxo operacional físico, mas a otimização dos dados é algo novo e exige muitadisciplina de todos os envolvidos, pois do contrário fica muito difícil garantir a
eficiência do sistema.

4

1.0 – CADEIA LOGÍSTICA.
Até 1990 em meio às grandes mudanças promovidas pela globalização,
não se imaginava, porém, nem de longe, sobre a velocidade que seria
desenvolvida no abastecimento logístico com o passar dos anos, chegando a
termos atuais a serem estudas no tocante àssuas necessidades e as
complexidades, muito particularmente em face de um país de dimensões
continentais como o nosso.
A Internet viabilizou o e-Commerce e é uma realidade insofismável.
Apesar de estarmos apenas engatinhando no B2B (Business-to-Business,
transações entre Empresas) e no B2C (Business-to-Consumer, transações entre
empresas e consumidores finais), se comparados com os volumesfinanceiros da
velha economia. Porém o potencial de crescimento é realmente impressionante.
Hoje a informação move-se muito mais rápido do que o material, provocando
maior gargalo na distribuição e logística.
O Marketspace nome dado ao espaço dos negócios via Internet (os
canais de distribuição são puramente logísticos) já começa a preocupar as
empresas, pois incomodam e de certa forma concorrecom os tradicionais canais
de venda chamados de Marketplace. O grande desafio é a integração dos dois
espaços. A disponibilização de produtos e serviços ao nível nacional, e
seguramente mundial, põem em cheque os sistemas logísticos. Até então quando
se lançava um livro, CD ou outro produto qualquer, a sua curva de introdução e
aceitação era lenta. Hoje as demandas podem, com o e-commerce,...
tracking img