Logistica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1746 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA

Curso: Engenharia de Materiais
Disciplina: Introdução à Engenharia de Materiais

SEMINÁRIO
Giz Escolar

Alana Kavamoto
Ana Kaori Ouba
Flávia Cortinove

13 de Junho de 2008
Ponta Grossa – PR
Introdução
De acordo com arqueólogos, como o giz é encontrado na natureza, ele tem sido usado para desenho desde o tempo da pré-história, e foi a partirdele que foram surgindo os primeiros e primitivos desenhos encontrados nas cavernas. Mais tarde, artistas de diferentes países e estilos, usaram o giz principalmente para esboços de suas obras e foi a partir de suas necessidades que o giz foi feito em formato de palito. Desde aquela época eles pulverizavam o giz natural em um pó fino, então adicionavam água, argila como ligante e várias cores dentrode cilindros e o secavam. Embora o giz natural produza impurezas de muitas cores os artistas faziam seu próprio giz adicionando pigmentos para deixar suas cores mais vivas. Por exemplo, o carbono para realçar o preto e o oxido férrico () para deixar mais vivo o vermelho.
Atualmente o giz é mais utilizado em salas de aula, e seu formato foi mantido em finos palitos de aproximadamente 9 milímetrosde diâmetro e 80 milímetros de comprimento. Ele apresenta lições em lousas para classes inteiras porque este método tem se comprovado barato e fácil.
Ele foi introduzido a padronizado como material didático desde o século XIX, quando o tamanho das classes começou a aumentar e os professores precisaram de uma maneira eficiente de transferência de informação para muitos estudantes ao mesmo tempo.O interessante é que não só os professores usavam grandes lousas, mas estudantes também trabalharam em lousas individuais.
O giz antigamente era mais macio e tendia a produzir uma nuvem de poeira que alguns receavam contribuir para problemas respiratórios. Mas isso foi estudado, e o giz mantido em circulação, já que ele é benéfico e atóxico. Hoje em dia, o giz ainda produz pó, mas este assentamais rápido, graças a novos métodos de produção, outras fontes de extração e estudos cada vez mais avançados.
O que veremos no decorrer do trabalho são mais informações sobre o material que constitui o giz escolar, o qual é um composto aparentemente simples e de fácil acesso, porém curioso, já que todos convivemos com ele diariamente, mas raramente reparamos ou procuramos entender mais sobre suafabricação e composição.

Objetivos:
Escolher uma peça, produto ou equipamento e estudá-lo descrevendo os materiais constituintes, forma de produção, conhecer a estrutura e os arranjos dos componentes internos. Também estudar as propriedades e as respostas de dado produto à estímulos externos, e buscar saber sobre as processamentos envolvidos na formação deste material a partir da suamatéria-prima ou forma inicial.

1. Constituição
Basicamente, o giz branco, ou giz de quadro, é classificado como um carbonato, pois sua formula consiste de minerais que contém o ânion . Mais especificamente falando, ele é constituído por carbonato de cálcio, geralmente encontrado em ambientes marinhos, já que resulta da deposição de grandes camadas de material calcário sob a forma de carapaças e deesqueletos de animais marinhos, as quais se acumulam no fundo do mar. Uma proporção menos dessas rochas forma-se inorganicamente pela precipitação direta de carbonato de cálcio em soluções aquosas.
O carbonato de cálcio, cuja formula química é ; pode ser estudado através de suas duas formas cristalinas:
Aragonita (Figura 1.1): Carbonato de cálcio, polimorfo da calcita composta por 56% de e 43% de .Calcita (Figura 1.2): Carbonato de cálcio composta por 53% de e 44% de . Pode incluir quantidades consideráveis de areias de quartzo (até 60%) formando o chamado cristal de arenito.

A calcita é mais comum que a aragonita e ocorre como massas rochosas sedimentares enormes e amplamente espalhadas, sendo o mineral preponderante e conseqüentemente a matéria principal na formação do giz.
2....
tracking img