Logistica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1770 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O pados
pel
istes
lomas
ístig
cos

H

orga-

mpo, as
s muito pouco teequado gerená apena
der que o ad

mpreen
eçaram a co
vital para a
nizações com
um impacto
e apresentar
ístico pod
1
ar de
ciamento log
douras . Apes
petitivas dura
m
vantagens co
enciamento
obtenção de
expressão ger
nceitos para a
entes co
tica é
existirem difer
jetivo da logís
cia de queo ob
te a concordân
ecessários.
logístico, exis
a e no local n
rodutos na dat
ade de p
a disponibilid

Com isso, percebe-se que o papel dos sistemas logísticos
é tornar produtos ou serviços disponíveis, criando, assim, as
utilidades de espaço (local) e de tempo (momento). “A logística pode ser definida como parte do processo de gestão da
cadeia de suprimentos que objetiva planejar,implementar e
controlar, de maneira eficiente e eficaz, o fluxo bidirecional
físico e de informações, bem como o armazenamento de bens
e serviços, da origem ao ponto de consumo, sempre tendo em
mente os objetivos da empresa e dos clientes”2.
Para se definir logística, é necessário compreender que os
sistemas logísticos são mais abrangentes e extrapolam o intramuros das organizações. Isto é,iniciam-se no fornecimento de
matéria-prima e passam por todas as etapas produtivas dentro
da organização, percorrendo os canais de marketing (ou de
distribuição) até chegar ao cliente, sendo que, modernamente,
continuam até o retorno do produto para o reinício do processo produtivo ou a sua destruição final pela organização – a
chamada logística reversa3. Esse ambiente, no qual a logísticaatua, exige uma profunda integração entre todos os elos da
cadeia de suprimentos, com o intuito de se obter um adequado
nível de serviços a ser oferecido aos clientes da organização.
A partir daí, é possível concluir que o correto gerenciamento dos sistemas logísticos pode determinar, inclusive, o
sucesso ou o fracasso organizacional a respeito do atingimento de seus objetivos globais, e nãoapenas em relação
aos aspectos logísticos.

14

Além disso, a realidade empresarial brasileira permite
observar que, principalmente nas pequenas e nas médias
indústrias, não existe familiaridade com as mais modernas
técnicas desenvolvidas pela logística como um importante e
fundamental instrumento gerencial que permite obter maior
competitividade. Diante da constatação dessa realidadeempresarial brasileira, é preciso divulgar as práticas logísticas
modernas* como um fator diferenciador e com uma forte ênfase na competitividade daí resultante.
Pelo exposto, considera-se de suma importância o estudo de fatores que possam representar vantagens competitivas
às empresas nacionais diante das profundas transformações
que ocorrem no ambiente logístico e, sobretudo, no ambienteempresarial globalizado. Segundo pesquisa elaborada pelo
Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas –
Sebrae (http://www.sebrae.com.br/br/mortalidade_empresas/
resumoexecutivo.asp) no primeiro trimestre de 2007, depois
de dois anos de vida, 49,4% das empresas fecham as suas portas. Essa taxa sobe para 55,64% para empresas com até três
anos de vida e, para 59,9% para as empresascom até quatro
anos de existência, fazendo com que empreendedores que sonhavam com o sucesso empresarial saiam dessa “experiência
carregando dívidas e cicatrizes na alma”4.
Existe ainda, um sério problema cultural do povo brasileiro a ser considerado, que é a famosa “Lei de Gerson”, em que

ra.

tudo desta ob

es
* Objeto de

15

impera a cultura do ganha-perde. Via de regra, todoempresário brasileiro é imediatista e, portanto, somente consegue
planejar para um horizonte de tempo muito curto, querendo
resultados imediatos e sem se preocupar com o estabelecimento de parcerias, o que acaba dificultando, ainda mais, a
existência de práticas logísticas modernas dentro do planejamento estratégico (quando este existe).
As instituições que utilizam um adequado planejamento...
tracking img