Logistica ferroviária - barão de mauá

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4730 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FIG-UNIMESP TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO

LOGÍSTICA FERROVIÁRIA BARÃO DE MAUÁ / CONCESSÃO / DECLÍNIO

SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO............................................................................................................ 3

2. O BARÃO DE MAUÁ.................................................................................................. 3 2.1 A infância e ajuventude........................................................................................ 5 2.2 A família e descendentes....................................................................................... 6

3. A VISÃO EMPRESARIAL DE MAUÁ.......................................................................... 7 3.1 Oindustrial............................................................................................................ 8 3.2 O Banqueiro.......................................................................................................... 10

4. OS OBSTÁCULOS...................................................................................................... 12 4.1 Afalência............................................................................................................... 13

5. ORIGEM DO NOVO ENGENHO............................................................................... 14 5.1 Primeira concessão.............................................................................................. 15 5.2 O declínio............................................................................................................. 16

6.CONCLUSÃO.......................................................................................................... 19

1

INTRODUÇÃO Nos dias de hoje, quando o espírito empreendedor é cada vez mais valorizado e em muitas

regiões brasileiras há pouco progresso devido à falta de empreendedorismo, torna-se importante a divulgação da atividade empresarial do Barão de Mauá. A sua biografia é um forte estímulo aodesenvolvimento da mentalidade empresarial. Para a Zona Sul do Estado, onde nasceu e viveu quando criança, Irineu Evangelista deve ser motivo de orgulho e de permanente evocação e homenagem.

2

O BARÃO DE MAUÁ

Irineu Evangelista de Sousa, Visconde de Mauá ( Arroio Grande, 28 de dezembro de 1813 - Petropolis, 21 e outubro de 1889 ) foi um comerciante, industrial e banqueiro brasileiro. Aolongo de sua vida foi merecedor, por contribuição à industrialização do Brasil no período do império (1822-1889). Dos títulos nobiliárquicos, primeiro de Barão ( 1854 ) e depois Visconde de Mauá (1874). É pioneiro em várias áreas da economia do Brasil. Dentre

suas maiores realizações encontra-se a implantação da primeira fundição de ferro e estaleiro no Brasil, a construção da primeira ferroviabrasileira, a Estrada de Ferro Mauá, no estado do Rio de Janeiro, o início da exploração do Rio Amazonas e afluentes com navios movidos a vapor, a instalação da iluminação pública a gás na cidade do Rio de Janeiro, a criação do primeiro Banco do Brasil e a instalação do cabo subamarino telegráfico entre América do Sul e a Europa. Primeiro como Barão, título recebido após construir a primeiraestrada de ferro da América do Sul e depois Visconde de Mauá. Irineu Evangelista de Sousa é o rincial representante dos primórdios do capitalismo na América do Sul, ao incorporar e adotar no Brasil, ainda no período do Império ( 1822 - 1889 ) em suas empresas os recursos e maquinários aplicados na Europa e nos Estados Unidos no período da Revolução Industrial do século XIX. É considerado, pelosregistros históricos, como o primeiro grande industrial brasileiro. Foi um dos grandes opositores da escravatura e do tráfico de escravos, entendendo que somente a partir de um comércio livre e trabalhadores libertos e com rendimentos poderia o Brasil o alcançar a situação de prosperidade. Todavia, somente com a Lei Áurea, de 1888, foi abolida a escravatura no Brasil, assinada pela Princesa regente...
tracking img