Logistica farmaceutica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1255 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Logística Farmacêutica
A distribuição de produtos farmacêuticos vem se tornando cada vez mais complexa e especializada. O medicamento ou o produto para a saúde possui uma longa trajetória a percorrer desde que é produzido até chegar à população, e o papel da logística neste sentido é imprescindível. A empresa que adota a logística em sua postura organizacional administra melhor os custos dematérias-primas, produtos, transportes, produção, estoques e prazos de entrega.
A logística possibilita atuação sistêmica, desde a previsão de entrada de matéria-prima até a entrega dos produtos ao consumidor final, fazendo com que estes cheguem a diversas regiões, por meio de interação das indústrias com diferentes perfis de empresas distribuidoras e com o varejo desde as mais próximas às maisdistantes localidades.
No final da década de 1990, com a criação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), estabeleceram-se normas sanitárias específicas para a armazenagem e o transporte de medicamentos e de insumos farmacêuticos. O farmacêutico passou a ser o profissional responsável e qualificado para acompanhar todo o processo de armazenagem e de distribuição de medicamentos.
Oconceito de logística, segundo a Associação Brasileira de Logística (ASLOG), é o processo de planejar, de implementar e de controlar eficientemente, ao custo correto, o fluxo e a armazenagem de matéria-prima, de estoque durante a produção e produtos acabados, desde do ponto de origem até o consumidor final, visando atender os requisitos do cliente. A precariedade da infra-estrutura logística brasileira,que não acompanha o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e o desenvolvimento do País, portos congestionados, estradas defasadas, ferrovias limitadas e hidrovias pouco exploradas são exemplos das dificuldades vividas no dia-a-dia daqueles cuja missão é produzir e transportar bens e mercadorias até os centros consumidores. Em consequência disto, observa-se uma busca cada vez maior por soluçõesde Tecnologia de Informação (TI) que auxiliem a compensar a dificuldade de planejamento imposta pelos obstáculos de infra-estrutura. Outra forma se compensação é o estabelecimento de novas áreas de armazenagem, ainda que sejam pequenos centros de distribuição, mas cuja localização é mais próxima dos clientes. Em logística, cumprir prazos é questão de planejamento, estrutura e recursos”, analisaMauro Henrique Pereira, membro do Conselho Deliberativo da ASLOG.
Sabe-se que a adequada distribuição de medicamentos, de insumos farmacêuticos e de produtos para a saúde é imprescindível para manter a integridade e a segurança destes produtos, desde o momento em que são coletados nas indústrias até chegarem ao consumidor final. O Brasil, neste contexto, apresenta condições adequadas para seconsolidar como um ambiente diferenciado para projetos logísticos, porém, devido às dimensões continentais, à diversidade climática e às variações térmicas é necessário que os modais de transporte sejam aprimorados, além da necessidade de maior abrangência, complexidade e amplitude espacial da rede de armazenagem.
“O transporte por parte das distribuidoras é efetivo, apesar de todas as dificuldades defalta de infra-estrutura adequada no País. A maioria das estradas é ruim e as boas são muito caras devido ao excesso de pedágios, além da insegurança viária e patrimonial. A distribuição, apesar desses problemas, é muito efetiva, proporcionando abastecimento pleno, constante e de qualidade, dando tranquilidade à população de que o medicamento será encontrado em qualquer município”, avalia LuizFernando Buainain, presidente da Associação Brasileira do Atacado Farmacêutico (ABAFARMA).
O responsável pelo transporte de medicamento deve obedecer às normas estabelecidas nas Boas Práticas de Transporte de Medicamentos. Segundo Luiz Fernando, “há aspectos que ainda necessitam ser definidos adequadamente, pois a indefinição favorece a interpretação subjetiva por parte de autoridades sanitárias...
tracking img