Lodos ativados

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2098 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE LODOS ATIVADOS

1

INTRODUÇÃO
Processo biológico no qual o esgoto afluente e o lodo ativado são intimamente
misturados, agitados e aerados (tanque de aeração) ocorrendo a
decomposição da matéria orgânica pelo metabolismo das bactérias presentes.

SISTEMA DE LODOS ATIVADOS

2

INTRODUÇÃO
O sistema de lodos ativados é amplamente utilizado, a nível mundial, para otratamento de despejos domésticos e indústrias, em situações em que são
necessários uma elevada qualidade do efluente e reduzidos requisitos de
área.

⇒ Lodo ativado
Lodo ativado é o floco produzido num esgoto bruto ou decantado pelo
crescimento de bactérias zoóeleas ou outras, na presença de oxigênio
dissolvido, e é acumulado em concentração suficiente graças ao retorno de
outros flocospreviamente formados.

⇒ Índice de mecanização elevado
⇒ Operações sofisticadas
⇒ Elevado consumo de energia
ETAPA BIOLÓGICA




Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e Impactos Ambientais – UFSM/CT/HDS

SISTEMA DE LODOS ATIVADOS
BIOMASSA – FLOCO DE LODO ATIVADO

Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e Impactos Ambientais – UFSM/CT/HDS

3

SISTEMA DELODOS ATIVADOS



Separação facilitada no decantador
Propriedade de flocular



Matriz gelatinosa - aglutinação das bactérias e outros



Floco com maiores dimensões – facilita a sedimentação

4

VARIANTES DO PROCESSO




Tanque de aeração
Tanque de decantação
Recirculação de lodo

Divisão quanto aidade do lodo
√ Lodos ativados convencionais
√ Lodos ativados aeraçãoprolongada



Divisão quanto ao fluxo


Fluxo contínuo



Fluxo intermitente
Classificação dos sistemas em função da idade do lodo

Carda de DBO
Idade do lodo aplicada por unidade
de volume
Reduzidíssima
Reduzida
Intermediaria
Elevada

Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e Impactos Ambientais – UFSM/CT/HDS

Faixa de idade de
lodo

Denominação usualAltíssima

Inferior a 3 dias

Aeração modificada

Alta

4 a 10 dias

Lodos ativados convencional

Intermediária

11 a 17 dias

-

Baixa

18 a 30 dias

Aeração prolongada

Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e Impactos Ambientais – UFSM/CT/HDS

SISTEMA DE LODOS ATIVADOS

5

SISTEMAS DE LODOS ATIVADOS CONVENCIONAL
Grade
Caixa de Areia

⇒ θH:6 – 8 horas

Decantador
Primário

SISTEMA DE LODOS ATIVADOS

6

LODOS ATIVADOS AERAÇÃO PROLONGADA
Reator Aeróbio

Decantador
Secundário

Grade
Caixa de Areia

⇒ θH: 16 – 24 horas

Reator Aeróbio

Decantador

⇒ θC: 18 – 30 dias

⇒ θC: 4 – 10 dias
Lodo
Retorno de Lodo

Lodo

Retorno de Lodo

Similar ao sistema convencional, com a diferença de que a biomassapermanece mais tempo no sistema (os tanques de aeração são maiores).
Com isto, há menos DBO disponível para as bactérias, o que faz com que
elas se utilizem da matéria orgânica do próprio material celular para a sua
manutenção. Em decorrência, o lodo excedente retirado já sai estabilizado.
Não se incluem usualmente unidades de decantação primária.

A concentração de biomassa no reator é bastanteelevada, devido à
recirculação dos sólidos (bactérias) sedimentados no fundo do decantador
secundário. A biomassa permanece mais tempo no sistema do que o líquido, o
que garante uma elevada eficiência na remoção de DBO. Há necessidade da
remoção de uma quantidade de lodo (bactérias) equivalente à que é produzida.
Este lodo removido necessita de uma estabilização na etapa de tratamento do
lodo.O fornecimento de oxigênio é feito por aeradores mecânicos ou ar difuso.
A montante de reator há uma unidade de decantação primárias, de forma a
remover os sólidos sedimentáveis do esgoto bruto.

Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e Impactos Ambientais – UFSM/CT/HDS

Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e Impactos Ambientais – UFSM/CT/HDS

SISTEMA...
tracking img