Locação de coisas

Páginas: 17 (4122 palavras) Publicado: 17 de novembro de 2011
LOCAÇÃO DE COISA

1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Em nosso país, a relação ex locato possui três documentos legais básicos: a) o Código Civil, artigos 565 a 578; b) a Lei nº 8.245, de 18.10.1991 - Lei do Inquilinato; c) a Lei nº 4.504, de 30.11.1964 - Estatuto da Terra, artigos 95 e 95A. Além destes, há regras especiais, como as dos artigos 86 a 98, do Decreto-Lei nº 9.760, de 05.09.1946, quedispõem sobre a locação de imóveis urbanos da União.

O Código Civil, além de formular os princípios gerais da matéria, juntamente com leis especiais, regula a locação de imóveis pertencentes à União, aos Estados, aos Municípios, e às suas autarquias e fundações públicas. É o estatuto aplicável, também, aos apart-hotéis, hotéis-residência ou equiparados, arrendamento mercantil (leasing) e àlocação de vagas autônomas de garagem ou de espaços para estacionamento de veículos ou destinados à publicidade. O Código Civil é também o estatuto aplicável à locação de coisa móvel não fungível, de acordo com a prescrição de seu art.565. Igualmente a locação de espaços em feiras ou pavilhões de exposições, como destaca Teresa Ancona Lopes.

Ao excluir os imóveis de propriedade da União e de outraspessoas jurídicas de Direito Público interno da disciplina da Lei do Inquilinato, o legislador teve por mira "livrar o contrato das peias e restrições ali inseridas", como destaca Sylvio Capanema de Souza. Para as demais locações situadas na esfera do Código Civil, o legislador não vislumbrou razão para submetê-las à Lei n.8.245/91, cuja índole é de proteção ao locatário.
A Lei do Inquilinatoregula a locação de imóvel urbano, com as exceções trazidas em seu art. 1º, parágrafo único e disciplinadas no Código Civil. Quanto à locação rural, as normas são as do Estatuto da Terra, aplicando-se subsidiariamente as disposições do Código Civil, segundo expressamente determina o art. 92, parágrafo 9º, daquele estatuto. Em consequência, sobreleva-se de importância a distinção entre os conceitos deimóvel urbano e rural. Para efeito de incidência de tributo, o imóvel se classifica como urbano ou rural conforme a sua localização dentro ou fora, respectivamente, do perímetro da cidade. Do ponto de vista locatício, o critério é distinto, pois leva-se em consideração a finalidade da locação. Considera-se rural o imóvel que se destina às atividades de exploração da terra ou da pecuária,independentemente de sua localização. Por exclusão, ter-se-á imóvel urbano, quando o objetivo da locação não for o de plantação ou de criação de animais. Há hipóteses em que a definição se torna difícil, pois a locação reúne elementos de uma e de outra natureza. Neste caso, a distinção se opera pelo quesito predominância: se o imóvel, além de conter casa edificada, onde o locatário reside com a família,possui terreno com plantações e criação de aves, há que se apurar a função principal da locação e esta é que indicará o estatuto aplicável.

2. CONCEITO, ELEMENTOS E CARACTERÍSTICAS

2.1. Conceito:

Dá-se o contrato de locação, quando uma parte (locador) se obriga a ceder o uso e o gozo de coisa não fungível à outra (locatário), temporariamente, mediante promessa de certa prestação. Gozo haveráse a coisa produz frutos, mas nada impede que a locação se limite a cessão para uso. Este é o conceito moderno, adotado pelo ordenamento jurídico brasileiro, art. 565 do Código Civil. Relativamente aos frutos e produtos gerados pelo objeto da locação durante a vigência do contrato, há que se distinguir os ordinários dos extraordinários, pois o direito de gozo do locatário, na lição dos juristas,limita-se aos primeiros. Frutos ordinários são os produzidos regularmente pela coisa e que não afetam sua substância, como os frutos naturais, enquanto os produtos extraordinários são os extraídos da coisa, diminuindo-lhe a substância, como a extração de minério. As partes podem convencionar a respeito, pois a matéria é de ordem privada. As servidões ativas, constituindo qualitates praediorum,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Locação das coisas
  • locação das coisas
  • Da locação de coisas
  • locação de coisas
  • locação de coisas
  • Locação de coisas
  • Locação de Coisas
  • Trabalho sobre locação das coisas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!