Lixo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1164 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de maio de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

TECNOLOGIA EM GESTAO AMEBIENTAL






os problemas do descartes de remédios no lixo











VALE DO ANARI
Ano de entrega
2013












OS PROBLEMAS DO DESCARTE DE REMÉDIOS NO LIXO






Trabalho apresentado ao Curso TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL da UNOPAR - Universidade Nortedo Paraná, para a disciplina TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL..

Prof. WANDERLEY






VALE DO ANARI
Ano de entrega
2013
Sumário


Introdução..............................
Desenvolvimento.......................
Reações químicas que podem ocorrer nos remédios, quando dispostos no meio ambiente............................2.1
Possíveis influências sobre os seres vivos (Humanos,Animais, Plantas)........................ 2.3
Se há em seu munícipio uma solução ou local adequado para descante desses, medicamentos. ................................2.4
Conclusão......................................
Referencias.......................................



Introdução

No Vale do Anari-Ro, mais de 90% da população joga seus medicamentos vencidos no lixo ou no vaso sanitário. Aofazermos isso estamos contaminando a água e o solo, ampliando o aparecimento de “lixões”. Terrenos baldios são péssimos vizinhos porque os espaços vazios nas cidades muitas vezes se tornam depósitos de lixo. Quando descartamos de forma correta contribuímos para que o meio ambiente seja melhor e mais seguro não apenas agora, mas também para as futuras gerações. Além disso, crianças e pessoasdesavisadas podem ser envenenadas com os SEUS/NOSSOS medicamentos descartados de forma imprópria. Enquanto a polêmica prossegue, a população acaba jogando no lixo comum produtos cheios de princípios ativos prejudiciais à saúde pública e à natureza. Nos lixões, catadores e
Crianças são vítimas de intoxicação medicamentosa, por ingestão não recomendada de remédios.
A falta de política sistemática afetatodos. A Vigilância Sanitária de vale do anari, reconhece a nocividade do descarte inapropriado dessas substâncias, mas, ainda assim, orienta que a população despreze os remédios na rede . Embora existam estações de tratamento, o solo e a água correm riscos de serem contaminados e, por consequência, os outros seres vivos também. A responsabilidade pelo descarte desse tipo de lixo que atrai osanimais, Com isso, a quantidade do lixo aumenta cada dia mais, agravando muito esse problema. Durante muito tempo o descarte de embalagens plásticas não recebeu a atenção necessária. A solução foi encarada como algo simples, onde bastava descartar o lixo em áreas mais distantes dos centros urbanos, denominados ‘lixões’. Os lixões são locais afastados dos centros urbanos - geralmente valas - onde o lixourbano ou industrial é acumulado a céu aberto, sem qualquer tratamento, sendo muitas vezes clandestinos. Dessa forma, o lixo contamina o solo e os lençóis subterrâneos de água, além de contribuir para a proliferação de insetos, ratos e disseminar diversas e graves doenças.
Desenvolvimento

2.1 Uns dos grandes problemas ambientais no mundo do hoje é o lançamento ao meio ambiente de produtosquímicos perigosos de forma inadequada. Os riscos apresentados pelos produtos químicos dependem de sua reatividade. Não é possível estabelecer uma regra geral que garanta a segurança no manuseio de todas as substâncias químicas. É necessária uma avaliação considerando não só as características físico-químicas, a reatividade e a toxicidade, como também as condições de manipulação, as possibilidades deexposição do trabalhador e as vias de penetração no organismo. Além disso, tem-se que considerar a disposição final do produto químico, sob a forma de resíduo, e os impactos que pode causar no meio ambiente. Muitas das farmácias não fazem do modo certo, alegando os mais variados fatores, da mesma forma que pneus, aparelhos eletrônicos e lâmpadas, por exemplo, os medicamentos fazem parte dos...
tracking img