Livros para escrever livros

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3002 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
André Neves
2012
“Livros que ensinam a escrever livros”

Disciplina: Edição na Actualidade
Docente: Anne Ventura

Discente: André Neves
Número mecanográfico: 46157


Índice
Introdução.........................................................................................................pág.2
Escrita criativa: umadefinição............................................................................pág.3
Qual será o público-alvo?...................................................................................pág.4
É possível ensinar a ser-se criativo?....................................................................pág.5
Referências na imprensa...........................................................................pág.6
Porquê publicar,autor?............................................................................pág.7; pág.8
Marketing: capa; valor; género……………………………………………………………………….pág.9
“Trabalho no terreno”……………………………………………………….……………………………pág.10
Bibliografia……………………………………………………………………………………………………..pág.11

Desde pequeno que me apraz a ideia de poder ter à minha disposição um manual (se assim se pode identificar) que auxiliasse os meus devaneios criativos e servisseparalelamente como utensílio para os poder colar numa folha. No entanto, talvez fruto da aleatoriedade infeliz que nunca me encarou com nenhuma dessas obras, jamais fiz uso de tal ferramenta. A minha posição, se me perguntassem, teria tanto de estaticismo como de cepticismo. A arte de ensinar a escrever parece-me demasiado utópica e os livros que a transportam não são mais que iscas de chumbomaciço para peixes de boca grande e cérebro pequeno. Não quero estender mais a minha visão, uma vez que pretendo que este trabalho seja o mais imparcial e sucinto possível. Anseio, acima de tudo, perceber quem dá um punhado de euros por uma obra deste calibre e porque o faz. Saber em que categoria se insere este tipo de obra, quem a cria e porque razão. Pretendo também verificar quais as obras commaior destaque no mundo editorial português e como se organiza, na generalidade, o seu conteúdo. No fundo expôr, que universo é este, o de “livros que ensinam a escrever livros”.

João de Mancelos tem duas especializações em Escrita Criativa tendo
já publicado um vasto número de ensaios e a obra “Introdução à Escrita Criativa”

O propósito de haver uma obra que pretende dotar o leitor das técnicasnecessárias para uma melhor expressão escrita está associada à ideia de escrita criativa. Essa ideia é, não mais, do que a aplicação prática dessas técnicas.
O professor João de Mancelos poderá dar-nos uma definição mais precisa e explicar a sua origem. Citando-o no seu artigo “Um pórtico para a escrita criativa”:
“A Escrita Criativa (EC) constitui uma área de saber relativamente nova.
Surgiu, emprimeiro lugar, nos Estados Unidos e logo a seguir na Europa (Inglaterra,
França e Alemanha), nas décadas de vinte e trinta, e estabeleceu-se nos currículos
académicos nos anos quarenta. Porém, na realidade, a EC sempre existiu: ao longo da
História, os escritores comunicaram entre si e partilharam experiências e opiniões através de cartas ou em tertúlias.”

Como é possível averiguar, a escritacriativa como área de aprendizagem em Portugal ainda é apenas um projecto precoce que se tem desenvolvido muito lentamente, tendo sido João de Mancelos o primeiro docente a leccionar a primeira cadeira de escrita criativa (integrada numa pós-graduação e mestrado) não opcional no país, corria o ano lectivo de 03/04.
“Enquanto a Literatura como uma área de estudo se debruça sobre o texto
acabado,a EC analisa e critica o texto em construção. O futuro escritor aprende a
descrever pessoas e lugares; a pesquisar sobre o tempo da acção; a criar suspense; a
estruturar um enredo; a elaborar diálogos naturais; a escolher e a aplicar da voz do
narrador; a experimentar, sem receio.”

Agora que já temos uma noção, ainda que bastante sucinta e de conotação pessoal, surge a questão. Quem...
tracking img