Livro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3418 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cientefico. Ano VII, v. II, p.314. Salvador, julho-dezembro 2007

Chaïm Perelman e
a questão da argumentação
Tão irracional seria exigir de um matemático uma mera probabilidade, como exigir de
um orador demonstrações formais (Aristóteles, 1094b25).

Eduardo Chagas Oliveira
Graduado em Filosofia pela Universidade Federal da Bahia (1995), mestre em Comunicação e Cultura Contemporânea pelaUniversidade Federal da
Bahia (2001) e doutor em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (2007). Atualmente é professor de Filosofia do Direito da Universidade
Estadual de Feira de Santana (Uefs), editor responsável e membro do Conselho Editorial da Revista Ideação (Uefs) e coordenador do curso de
Especialização em Filosofia Contemporânea (Uefs)

Resumo
A questão da argumentação, emPerelman, possui um sentido tão específico quanto abrangente. A sua Teoria
da Argumentação ganhou reconhecimento e notoriedade, mas o sentido em que se emprega este termo na
esfera do pensamento perelmaniano precisa ser revisitado para o entendimento da estrutura arquitetônica da
sua obra. A argumentação, tal como sugere Perelman, representa uma construção sistemática e rigorosa das
idéias quedepende decididamente da anuência do auditório. Mas, em que sentido se entende uma perspectiva
de construção sistemática? O que isso sustenta e como se fundamenta?

PalavRas-chave
Perelman, Argumentação, Retórica, Diálogo, Persuasão, Convencimento.

A construção sistemática dos argumentos, conforme
a validação do auditório que lhe confere crédito, coloca em questão a própria idéia de que aNova Retórica
representa uma reconstrução da Retórica aristotélica,
conforme sugestão de comentadores como Hoogaert
(1995, p.167) e Villey (2003, p.258), por exemplo. Sob a
*

Eduardo Chagas Oliveira: echagas@uefs.br.

ótica de Aristóteles, a noção de argumento está ligada aos lugares [topoi] que constituem o objeto de investigação dos Tópicos [em uma perspectiva mais direta] e daRetórica [de uma maneira transversal]. A
importância atribuída por Aristóteles aos “topoi”, por
sua vez, indica a influência que a escolha destes pos-

sui na obtenção de resultados efetivos no processo argumentativo. Por outro lado, ao vincular incondicionalmente a argumentação à adesão, Perelman mostra
que a sua teoria está intimamente ligada à questão do
assentimento (Perelman; Olbrechts-Tyteca,1999,
p.5). Para escapar da amplitude polissêmica da noção
de argumentação, cujo sentido é generalíssimo, sugere que apenas há argumentação no campo em que há
liberdade de adesão. Neste caso, a idéia de argumentação se mostra próxima da noção de diálogo, visto que
o papel do auditório é imprescindível para que se argumente. Essa vinculação estabelecida por Perelman, entre argumentação eauditório, apresenta uma noção de
argumentação puramente discursiva, que associa sistematicamente os elementos postos à prova do interlocutor, deixando-a livremente subordinada a uma atividade de propor teses, problematizá-las e respaldá-las
pela adoção de razões, para criticá-las e refutá-las indefinidamente1, visto que o procedimento argumentativo
pressupõe a aplicação de técnicas discursivas queproduzem ou fazem crescer a adesão dos interlocutores2.
Seguindo os passos indicados por Perelman, que levam a uma aproximação da concepção de argumentação proposta por Toulmin, encontramos uma idéia que
bem reflete o sentido em que Perelman faz uso da expressão, motivo pelo qual acatamos, nos limites desta
investigação, o entendimento de que argumentar consiste em prover de justificativas umaidéia que se pretende incutir em outrem. Essa hipótese encontra amparo no pensamento de outros teóricos contemporâneos
dedicados ao problema da linguagem, como Habermas,
por exemplo, que chama de:

mente conforme lhe é característico, que o termo “argumento” equivale ao próprio processo argumentativo3. A Teoria da Argumentação perelmaniana adotou
uma perspectiva diferente, por considerar...
tracking img