Literatura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1189 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TEMPO (QUANDO A DURAÇÃO APROXIMADAMENTE DA HISTÓRIA) 

Escrito na campanha abolicionista (1875). O autor pretende, nesta obra, fazer uma acusação documentada anti - escravo e da liberdade. Bernardo Guimarães explorou uma das questões mais polêmicas da sociedade brasileira da época a escravidão. 
O romance é uma literatura narrativa em que o autor, dentro da ficção conta uma história, porém comaspectos de sua época, com todas as dificuldades vividas em um tempo que também é o dele, no caso do romance A escrava Isaura, o autor vivia no século XIX, um período em que a escravidão era evidente e marcante por todas as atrocidades vivida por uma gente sem defesa e com muitas privações.
Neste período formam-se muitos abolicionistas, radicais e socialistas, que eram extremamente contrários aessa vida imposta a tantos seres humanos, travando lutas sem fim para mudar de vez essa situação, com a personagem Isaura, o autor mostrou em sua narrativa toda a hipocrisia de uma sociedade que via na cor da pele a natureza humana, achando que o puro, o belo, o perfeito, o inteligente, o bom era somente o branco, que não só tinha todas essas qualidades, mas também era merecedor de tudo que erabom. Pois se fosse uma escrava negra que interesse ia ter na época, a não ser mais uma história de um negro sofredor, e não de uma pobre e belíssima escrava branca que é indigna do sofrimento humano, por ser branca.
A época em foi publicada o romance A escrava Isaura o país já vivia grande pressão abolicionista, pois não mais era considerado escravo os filhos que nasceram a partir de 1871 com alei do Ventre Livre. Bernardo Guimarães faz parte da terceira geração do romantismo tendo como principal características visando os conflitos sociais foi influenciada pelas modificações como, por exemplo, a Abolição da Escravatura e a Proclamação da República, lutando-se cada vez mais pela liberdade e crítica social.
Bernardo Guimarães nesse romance tem por característica mudar as cenas e oslugares da história, quando conta um determinado assunto em que está no meio da trama, volta para o início, para poder explicar porque aquele fato aconteceu naquele momento, ele usa uma narrativa de observação, em que conta os fatos, mas também interage com o leitor, quando diz: – Vamos voltar de onde paramos. Denominando assim como tempo cronológico, no entanto, o autor não segue um tempo em que vaisempre para frente, a um encaixe em sua narração uma ação é introduzida no meio de outra, cuja narração é interrompida, para ser retomada mais tarde, sendo assim às fezes volta para o início da história, mas sempre voltando de onde parou para dar continuidade ao romance.
O autor não participa da história, e descreve tudo que se passa na terceira pessoa com grande conhecimento dos acontecimentosda época, expondo tudo que é mais marcante em seu tempo. A caracterização é indireta os traços característicos da personagem são deduzidos a partir das suas atitudes e comportamentos, ao observar as personagens em ação o leitor constrói seu retrato físico e psicológico.

ESPAÇO OU AMBIENTE FÍSICO: É o espaço real, que serve de cenário à ação, onde as personagens se movem.

ESPAÇO OU AMBIENTESOCIAL: É constituído pelo ambiente social, representando, por excelência, pelas personagens figurantes.

RESUMO DO ROMANCE: Na primeira parte, Isaura está na fazenda em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, vivendo sua vida de escrava bem prendada, mucama da noiva do filho de seus donos originais. Porém, ela é importunada a todo o momento por alguém querendo cortejá-la, inclusive o seu sinhônovo, Leôncio. Por ter essa paixão por Isaura, Leôncio não a liberta, como sua mãe havia pedido antes de morrer.
Mesmo assim, o pai de Isaura, Miguel, conversa com o pai de Leôncio e faz um trato no qual ele dará 10 contos de réis pela liberdade de sua filha. Ao chegar com a quantia na casa onde Isaura é escrava, eis que chega uma carta dizendo que o pai de Leôncio morreu, dando uma desculpa...
tracking img